Publicidade

Polícia Civil prende suspeito de matar e esconder corpo da amante

Postado em 30/08/2021 8:16

Um homem de 53 anos foi preso preventivamente pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), nessa quinta-feira (26/8), suspeito de matar e ocultar o corpo de uma mulher, de 42, com quem tinha um relacionamento extraconjugal. O crime ocorreu em Santa Luzia, na Região Metropolitana, e o corpo da vítima foi encontrado em Santa Luzia, régia de Brejo, nos fundos da casa vítima, na última quarta-feira (25).

As investigações iniciaram pela 2ª Delegacia de Polícia Civil em Santa Luzia logo após o registro do desaparecimento da vítima, no dia 14 de agosto. A princípio, as suspeitas recaíram sobre o homem, de 53, que há quatro anos se relacionava com a mulher. Familiares relataram à época que ele teria sido o último a ver a desaparecida e que, por isso, teriam até entrado em contato com parentes dele.

Já na segunda-feira (23/8), a família do investigado acreditou que ele também teria desaparecido, mas, dois dias depois (25), o homem se apresentou à Delegacia Regional de Polícia Civil em Diamantina, onde confessou o crime.

Advertisement

Imediatamente, policiais civis da Delegacia Especializada de Investigação de Homicídios em Santa Luzia se deslocaram para o município na região Central de Minas e iniciaram as buscas pelo corpo da vítima. “O cadáver foi encontrado, com apoio do Corpo de Bombeiros, em uma região de difícil acesso, de mata fechada e brejo, já em decomposição”, revela a delegada Adriana das Neves Rosa, que agradeceu o apoio da equipe da Delegacia Regional em Diamantina.

O investigado foi autuado em flagrante por ocultação de cadáver na Delegacia de Plantão de Diamantina e na quinta-feira foi encaminhado, com apoio da Coordenação Aerotática da PCMG, à Santa Luzia, onde teve mandado de prisão preventiva cumprido também pelo assassinato.

Motivação

A delegada adianta que as investigações ainda não foram concluídas, sendo necessário levantamentos para comprovar a motivação do crime apresentada pelo suspeito. “Ele alega que a vítima o pressionava a se separar da esposa, sob a ameaça de revelar o caso para ela”, conta Adriana, que ainda acrescenta: “Contudo, temos informações de que a esposa da vítima já sabia do relacionamento extraconjugal é que o suspeito já estaria separado desde maio, quando houve também registro de agressões dele contra a esposa e a filha, momento em que se aproximou mais da vítima”.

O preso foi recambiado de Diamantina para a cidade de Santa Luzia, apoio da coordenação aerotática da PCMG, escoltado por equipe da Delegacia especializada em Homicídios de Santa Luzia. O suspeito está à disposição investigação e justiça na comarca Santa Luzia.

A PCMG aguarda a conclusão do laudo definitivo de necropsia e realiza outros levantamentos para a finalização do inquérito policial.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade