Oeste de Minas registrou 202 ocorrências causadas por objetos que se prendem aos fios da rede elétrica

Postado em 15/05/2020 17:20

Objetos que se prendem aos fios da rede elétrica são situações que podem causar interrupções no fornecimento de energia. Para minimizar esse impacto, a Cemig realiza inspeções periódicas na rede elétrica dos municípios de sua área de atuação para identificar e retirar objetos estranhos dos fios e garantir a continuidade do abastecimento.

 

Mesmo com o trabalho preventivo de limpeza da rede, no primeiro trimestre deste ano, no Oeste de Minas, foram registradas 23 interrupções causadas por objetos estranhos lançados sobre os fios da rede elétrica. Em 2019, a região registrou 202 ocorrências deste tipo. “Além dos objetos que se prendem aos fios pela ação do vento, temos muitos registros de ações que se caracterizam como vandalismo. Há muitos casos em que calçados, arames e até pneus são arremessados sobre a rede elétrica”, destaca o gerente da Cemig Antônio Cesar Lima Santos.

 

Como referência do volume de ocorrências, somando as quatro maiores cidades da região na área de concessão da Cemig (Divinópolis, Passos, Itaúna e Pará de Minas), com cerca de 500 mil habitantes, a cada ano são retirados cerca de 1.500 objetos da fiação, representando gasto anual de R$ 320 mil. “É necessário que a população não lance objetos sobre os fios. Além de perigosa, essa prática pode comprometer o fornecimento de energia elétrica para ruas, bairros e até cidades inteiras”, alerta Antônio Cesar.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
error: Este conteúdo é protegido!