Domingos Sávio cumpriu agenda em Xangai, Pequim e Vietnã e destaca estreitamento do comércio para Minas e Brasil

Postado em 18/05/2019 10:34

Há quase uma semana, o deputado Domingos Sávio desembarcou no continente asiático a convite da ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA, Tereza Cristina, a fim de proporcionar a abertura de novos mercados para produtos brasileiros, como frutas, carnes, leite e café, além da manutenção e ampliação da pauta exportadora do agronegócio.

O parlamentar cumpriu extensa agenda em Xangai, Pequim e Vietnã e destacou a potencialidade dos mercados. Em Xangai, participou da maior feira de alimentação do mundo: a Sial 2019. O Brasil estava representado por algumas dezenas de empresas, divulgando diversos produtos como: carnes, café, mel e derivados, leite e derivados para o maior mercado mundial. A China é um mercado em franco crescimento, pois o poder aquisitivo dos chineses cresce a cada ano. “Destaco o stand expositor de Minas Gerais, único estado Brasileiro com representação oficial na feira. O Instituto Integrado de Desenvolvimento Econômico –  INDI, órgão do governo de Minas, fez um excelente trabalho, mostrando diversos produtos mineiros. Todos que visitaram o stand foram muito bem recebidos com o nosso tradicional e saboroso café, acompanhado do tradicional pão de queijo”, contou Domingos Sávio.

A comitiva brasileira participou ainda de uma reunião estratégica com representantes do governo chinês e com o presidente da Sinochem Agriculture & Gerente Geral da China National Seed Group, Hengde Qin e presidente da Shinochem, senhor Weibo Song. Domingos Sávio acompanhou no evento os representantes de diversas associações de produtores rurais brasileiros de cooperativas, como a Companhia das Cooperativas Agrícolas do Brasil (CCAB) e outros membros da Frente Parlamentar Agropecuária – FPA.

União em torno do café

No Vietnã, a comitiva participou do “Internacional Trade – Investiment of Vietnam – Brasil em Hanoi”. O Brasil é o maior produtor de café do mundo e o Vietnã ocupa o segundo lugar no ranking. Domingos Sávio defendeu a criação de uma entidade autônoma com apoio governamental de cooperação entre os países produtores de cafés no mundo liderada pelo Brasil e Vietnã. “A exemplo de organizações como a “Organização dos Países exportadores de Petrólio – OPEP” temos que nos unir para defender e promover nossa produção”, enfatizou o parlamentar.

Em reunião com produtores de café do Vietnã, o parlamentar apresentou a proposta da criação de uma entidade que reúna os países produtores de café para defender os interesses comuns no mercado mundial. “Nossa proposta foi recebida com entusiasmo pelo vice-primeiro-ministro do Vietnã, Vuong Dinh Hue, e por representantes dos produtores. Embora o Brasil seja o maior produtor mundial, seguido pelo Vietnã, o preço e a política mundial do café acabam sendo comandados por países que não são produtores de café”.

O Vietnã é o maior produtor de café robusta, enquanto o Brasil é o maior produtor do café arábica. A produção de blends com a mistura destes dois tipos de cafés é a principal demanda do mercado de cafés no mundo. “Por esta e por outras razões de mercado e de tecnologia, a amizade e cooperação entre os dois países pode ser muito benéfica para os dois lados”, destacou o parlamentar mineiro.

Na próxima semana, Domingos Sávio cumpre agenda na Indonésia.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com