Publicidade

Com coronavírus, Bolsonaro faz eletro duas vezes por dia para monitorar possíveis efeitos colaterais da cloroquina

Postado em 09/07/2020 13:07

O presidente Jair Bolsonaro fala à imprensa no Palácio da Alvorada. foto Marcelo Casal Jr Agencia Brasil

O presidente está fazendo eletrocardiogramas diariamente para monitorar a frequência cardíaca e acompanhar possíveis efeitos colaterais da cloroquina.

A equipe médica da Presidência que monitora Bolsonaro afirma que ele não sofre de comorbidades, que são doenças como diabetes, obesidade, hipertensão e tuberculose, entre outras. Esses especialistas afirmam que o único fator de risco que Bolsonaro apresenta é a questão do avanço da idade: ele completou 65 anos em março.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!