Publicidade

Câmara de Divinópolis convoca autoridades para debater transporte público

Postado em 12/08/2020 14:51

A Câmara Municipal de Divinópolis (CMD) irá realizar na próxima terça-feira (18), às 14h no Plenário Dr. Zózimo Ramos Couto, uma reunião pública para debater os problemas existentes no transporte coletivo municipal e o agravamento da situação em função da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). 

A agenda foi convocada na manhã de hoje (12) pelo presidente Rodrigo Kaboja (PSD), após cobrança e pedido de providências por parte dos vereadores, durante os pronunciamentos da 19.ª Reunião Ordinária de 2020. O encontro contará com a presença de representantes do Ministério Público, Consórcio TransOeste, Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes, Conselho Municipal de Trânsito (Comutran), Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Divinópolis (Sintrodiv) e entidades ligados ao setor. 

Durante a Ordem do Dia da 19.ª Reunião Ordinária de 2020, o Projeto de Lei Ordinária do Legislativo Municipal n.º 26 de 2020 e  o Projeto de Lei Ordinária do Legislativo Municipal n.º 27 de 2020, ambos de autoria da vereadora Janete Aparecida (PSC), foram retirados de pauta pela Mesa Diretora e não foram votados.  De acordo com o presidente Rodrigo Kaboja (PSD) a medida veio em atendimento ao requerimento verbal apresentado do vereador Edson Souza (CDN) que questionou a formação das Comissões Permanentes da Câmara que emitiram os pareceres da proposta. “Foram nove trocas partidárias dos vereadores visando as eleições deste ano e para evitar nulidades futuras, em respeito ao nosso regimento interno, optei por retirar os projetos de pauta para que a composição das Comissões Permanentes, que respeita critérios partidários, seja finalizada até a próxima sexta-feira (14). Ambas as propostas, que tratam da proibição de exceder a capacidade de lotação no limite decretado durante a pandemia e o aumento da multa para casos de descumprimento da respectiva lei, estando aptas retornarão sem problemas ao Plenário”, declarou o presidente. 

Ainda durante os debates, vereadores que ocuparam a Tribuna Livre, manifestaram sua insatisfação com a não inclusão das academias na Onda Amarela do Programa Minas Consciente que foi adotado pela Prefeitura de Divinópolis para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).  Com unanimidade (apoio dos 17 vereadores), existe um manifesto para que o Poder Legislativo trave sua pauta de votação até que o Comitê de Enfrentamento da Covid-19 delibere favoravelmente pela causa. 

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!