Polícia Civil investiga pastor por supostos abusos sexuais

Postado em 27/12/2019 8:38

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) informa que instaurou inquérito para apurar o caso no dia 20 de dezembro, quando a primeira suposta vítima, uma adolescente de 17 anos, procurou a Delegacia Especializada na Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA).

Posteriormente, no dia 23, uma adolescente de 14 anos, também procurou a polícia. Até o momento, na Depca, duas vítimas foram ouvidas e uma terceira pessoa prestou depoimentos como testemunha. Foram realizadas escutas especializadas, ou seja, os depoimentos foram feitos por uma psicóloga.

Também no dia 20 de dezembro, uma mulher de 18 anos procurou a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) e relatou que teria sofrido abusos.

Outras diligências estão sendo realizadas tanto por equipes da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher, quanto por policiais da Delegacia Especializada na Proteção à Criança e ao Adolescente. Como o caso envolve menores de idade, detalhes não serão divulgados para preservar as vítimas e evitar que haja interferência nas investigações.

O suspeito ainda não foi ouvido. Seguindo o que determina a lei, como por exemplo, o art 400 do Código de Processo Penal, o suspeito só presta depoimento ao final dos trabalhos, para garantir o direito constitucional da ampla defesa e do contraditório.

As investigações giram em torno de importunação sexual, podendo resultar em estupro. Outras informações serão divulgadas em momento oportuno.

IMPORTANTE:

A mulher que, por ventura, se considerar vítima de algum abuso de natureza sexual deve procurar a Delegacia de Atendimento à Mulher, localizada na Av. Barbacena, 288, no Barro Preto. Caso a vítima seja adolescente, deverá procurar a Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente, localizada na Av. Nossa Senhora de Fátima, 2175, bairro Carlos Prates.

 

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
error: Este conteúdo é protegido!