Publicidade

Mulher tem pulmão perfurado e vários cortes pelo corpo; suspeito é achado com corda no pescoço em Uberlândia

Postado em 18/02/2020 12:56

FACA SANGUE CRIME

Uma mulher de 37 anos está internada no Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia após ter sido vítima de um atentado na noite de domingo, 16. Nesta manhã de terça-feira, 18, o estado de saúde dela é estável.

A mulher foi esfaqueada pelo ex-companheiro, de 52, na noite deste domingo, 16, no Bairro Laranjeiras, zona sul de Uberlândia. O crime foi presenciado pelo filho, de 14 anos, do casal e logo depois o suspeito tentou se suicidar.

Testemunhas contaram que o casal teve desentendimentos relacionados à saúde do suspeito e dívidas pessoais e alimentícias. Por conta disso, o casal terminou, mas o homem continuava tendo livre acesso a residência até porque estava recebendo ajuda da ex-companheira para procurar outra casa. De acordo com a apuração da Polícia Militar (PM), o suspeito chegou no imóvel com sintomas de embriaguez e começou a discutir com a vítima por estar inconformado com o fim do relacionamento. Durante a briga, o suspeito foi até a cozinha, pegou uma faca de aproximadamente 20 centímetros de lâmina, imobilizou a mulher pelo pescoço e desferiu os golpes de faca.

O filho do casal estava na casa e presenciou o crime. Ele chamou os vizinhos, que socorreram a mulher até a Unidade de Atendimento Integrado (UAI) do Bairro São Jorge, onde foram constatadas lesões na cabeça, braços, mãos, tórax, região dorsal e pulmão. Logo depois a vítima foi transferida para o Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU). O nome dela não foi divulgado, por isso não foi possível saber o estado de saúde atual.

Testemunhas informaram que o homem fugiu a pé sentido ao Anel Viário. Durante patrulhamento para localiza-lo, os militares receberam a informação que o suspeito foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros (CB) após uma possível tentativa de suicídio. Ele foi encaminhado para Unidade de Atendimento Integrado (UAI) do Bairro Pampulha, onde ficou sob observação médica. Foram constatadas lesões no corpo dele, o que pode indicar que ele foi agredido por populares após o crime.

O homem está sob escolta policial, internado na UAI do Bairro Pampulha. Isso porque ele foi encontrado com várias lesões pelo corpo e uma corda amarrada no pescoço. Ainda não foi esclarecido se ele foi agredido ou se tentou se matar.

fonte: portal amirt

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!