Publicidade

Cover de Roberto Carlos é preso em Divinópolis por crimes sexuais

Postado em 22/01/2020 21:18
Publicidade

Por Hugo Serelo

Conforme o Sistema MPA de Comunicação relatara em matéria anterior, o idoso Adelson Lourenço Moreira, de 65 anos, foi apontado como autor de crime de importunação sexual em Divinópolis. No dia 7 de janeiro, o elemento tocou partes íntimas de uma jovem no Centro da cidade e recebeu voz de prisão.

Autoridades confirmaram hoje (22) a prisão preventiva de Adelson. O homem segue preso no presídio Floramar, em Divinópolis.

Crimes

No dia seguinte à prisão do autor em 7 de janeiro, a equipe de jornalismo do Sistema MPA recebeu acionamentos de populares apontando que o homem era acusado de cometer diversos outros crimes sexuais em Divinópolis. A maioria dos fatos envolvia crianças e adolescentes do sexo feminino.

Os dados levantados pelo Sistema MPA foram reportados numa nova matéria, além de serem encaminhados às autoridades competentes.

As denúncias traziam depoimentos detalhados sobre como o homem abordava crianças de 12, 10 e de até 5 anos com propostas sexuais. Seus métodos de abordagem sempre pegavam as vítimas em momentos de vulnerabilidade.

Com a decisão das autoridades, Adelson segue preso por tempo indeterminado. No passado, o homem já cumpriu pena em presídios e também fora acusado de outros crimes sexuais.

Lei de Abuso de Autoridade

A nova lei de abuso de autoridade, em vigor desde 3 de janeiro de 2020, prejudica a população.

Como a Polícia Civil fica impedida de fornecer nomes e fotos dos autores, nossa equipe de reportagem teve sérias dificuldades para obter o nome de Adelson Lourenço.

Mesmo assim, nossa reportagem não obteve acesso à fotos do autor, que seriam fundamentais para que outras possíveis vítimas o reconhecessem para realizar novas denúncias.

Adelson

Nos anos 90, o autor era uma figura folclórica em Divinópolis e muito conhecida por ser cover do cantor Roberto Carlos.

Na época, o homem caminha principalmente pela região da Praça do Santuário, local onde abordava criança para tentar praticar seus crimes sexuais.

Divinópolis clama por justiça.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!