Após assédio, policial é suspeito em novo caso de importunação sexual

Postado em 04/01/2019 9:34

O mesmo policial militar que foi flagrado em um suposto ato de assédio sexual no metrô na Capital Mineira, em setembro do ano passado, é suspeito de molestar outra mulher em um local público. Desta vez, ele teria “passado” a mão nas nádegas de uma vítima na fila de uma casa lotérica do bairro São Benedito, em Santa Luzia, no dia 31 de dezembro.

A vítima, de 33 anos, estava na fila da casa lotérica quando percebeu que havia sido tocada pelo homem que estava atrás dela. Tentou se afastar dele, dando passos à frente, mas foi tocada novamente. A mulher, então, gritou com ele e afirmou que seu marido era um militar. Ao sair da lotérica, a vítima seguiu até uma base móvel da PM. O suspeito, ao ver que ela pediria ajuda, teria corrido até seu carro para sair rapidamente. Mas a mulher conseguiu fotografar a placa do carro.

Em casa, a vítima contou toda a história ao marido, que é cabo da Policia Militar. Ele, então, a levou para registrar um boletim de ocorrência e, com o número da placa, conseguiu verificar quem era o dono do veículo. 

Segundo a assessoria de imprensa do 39º Batalhão, onde o policial está lotado, foi aberto um novo procedimento administrativo para apurar a conduta do militar. Ele foi afastado das ruas, está sem fardamento, e passa por um tratamento psicológico. 

Vale ressaltar que em setembro, um vídeo circulou nas redes sociais com imagens de um policial militar fardado em pé no metrô e ele parece se esfregar em uma mulher que está sentada. Um processo administrativo foi aberto na Polícia e um inquérito foi instaurado na Polícia Civil, contando com o depoimento da mulher que teria sido molestada no metrô.

.

Em setembro, um vídeo com imagens do policial viralizou na internet

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: Este conteúdo é protegido!