Aeroporto de Divinópolis busca autorização para operar aviões maiores

Postado em 17/06/2019 18:22

Após assinar contrato com a Infraero, a Prefeitura de Divinópolis busca uma nova certificação do Aeroporto Brigadeiro Cabral junto a Agencia Nacional de Aviação Civil (ANAC). O prefeito de Divinópolis, Galileu Machado, vai a Brasília nos próximos dias para intermediar a mudança de categoria do aeroporto do município.

O processo de certificação operacional de aeroportos é uma avaliação da infraestrutura do aeroporto e da sua capacidade de operar. A certificação de um aeroporto define as especificações operativas (EO) do aeródromo, ou seja, os tipos de operações aéreas que o aeroporto está autorizado a receber, e atesta a capacidade do operador de aeródromo de cumprir os regulamentos técnicos da ANAC relativos à segurança operacional e resposta à emergência aeroportuária, comprovada por meio do Manual de Operações do Aeródromo (MOPS) aprovado pela ANAC. 

A certificação de um aeroporto define as especificações, ou seja, os tipos de operações aéreas que está autorizado a receber. Em Divinópolis, a categoria 1A e vai buscar a categoria 3C para aviões maiores com até 146 passageiros poderiam descer no aeroporto. Caso consiga o certificado, aeronaves como o E190, da Embraer, ou o B737, da Boeing poderia pousar na pista do Brigadeiro Cabral.

“Estamos empenhados em conseguir o certificado. Com a Infraero administração o aeroporto é um ponto positivo para mudança de categoria. Vamos em Brasília buscar apoio para essa mudança”, afirmou o prefeito, que está agendando uma visita nos próximos dias a Brasília.    

O prefeito de Divinópolis, Galileu Machado, assinou na semana passada o contrato com a Infraero. A empresa pública fará a gestão e operação do Aeroporto Brigadeiro Cabral nos próximos 12 meses, prorrogável por mais 60. A Infraero será responsável pela gestão do aeroporto, incluindo os serviços Agentes de Proteção de Aviação Civil (Apac), fiscalização das áreas do terminal de passageiros, bem como da pista de pousos e decolagens, pátio e taxiways durante o atendimento de embarques e desembarques de passageiros. A Prefeitura de Divinópolis será responsável pelos serviços de limpeza e conservação, vigilância e manutenção, bem como, os serviços de água, luz e telefonia e demais investimentos necessários.

O terminal de passageiros do Brigadeiro Cabral conta com 220 m², já o pátio de aeronaves dispõe de 21 mil m². A pista de pousos e decolagens conta com 1.540 m x 30 m; a taxiway A tem 150 m x 22,5 m, e a taxiway B com 220 m x 22,5 m.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com