Minas Gerais registra uma morte de mulher a cada três dias por feminicídio

Postado em 07/05/2019 14:16

Minas Gerais registrou pelo menos 41 vítimas por feminicídio somente nos quatro primeiros meses de 2019. Entre os meses de janeiro e abril, em média, uma mulher foi morta a cada três dias, de acordo com a Polícia Civil do Estado.

Além disso, se as tentativas de feminicídio também forem somadas, o total de vítimas chega a 105, ou seja, uma ocorrência por dia. Os números ainda podem aumentar, já que há ocorrências de abril que não foram contabilizadas.

No entanto, em comparação ao mesmo período de 2018, o número de vítimas de feminicídio ficou estável, já que no ano anterior foram 42 mulheres mortas em Minas Gerais.

Porém, houve um aumento de 57% nos casos ocorridos na região Metropolitana, com sete registros nos quatro primeiros meses de 2018, em relação aos 11 no primeiro quadrimestre deste ano.

Grafico-feminicidio

Outro dado importante é que o agressor não utiliza armas de fogo para matar as vítimas. Os suspeitos preferem armas brancas como facas, facões, foices ou até mesmo as próprias mãos como instrumento para realizar os assassinatos.

A integrante da Rede Estadual de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher, Tetê Avelar afirmou que o quadro de feminicídio em Minas pode ser mais grave, já que deve haver subnotificação de casos de tentativa do crime.

Já a coordenadora do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a mulher, a promotora de Justiça Patrícia Habkouk ressaltou que o caminho para conter o feminicídio é a prevenção.

A promotora ainda destaca que é preciso fazer um amplo trabalho e propor uma reflexão à sociedade, além de atuar muito nos eixos de prevenção e educação.

Vale ressaltar que em caso de violência contra a mulher, ligue 180 ou 190. As denúncias são anônimas.

Veja também
Publicidade
Noticias relevantes:
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
error: Este conteúdo é protegido!