fbpx
Pular para o conteúdo
  • Home
  • Divinópolis
  • MP conclui investigações da operação “Gola Alva” e denuncia dois vereadores

MP conclui investigações da operação “Gola Alva” e denuncia dois vereadores

Comissão Processante ouvirá três testemunhas nesta sexta

O Ministério Público anunciou em entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira, 16, que concluiu as investigações sobre a Operação Gola Alva. Dois vereadores, Eduardo Print Júnior (PSDB) e Rodrigo Kaboja (PSB), foram denunciados. Eles já estavam afastados do cargo. Um empresário também foi denunciado, outros oito fizeram acordo com o MP.

Segundo o MP, propinas chegaram a R$180 mil reais para aprovação de projetos de zoneamento urbano na Câmara Municipal. Ainda de acordo com o MP, não houve provas conclusivas contra outros vereadores. Um assessor do prefeito Gleidson Azevedo (Novo) chegou a ser investigado por um pagamento recebido via pix, mas nada de ilícito foi comprovado. Já o possível envolvimento do prefeito, que teve áudios vazados, deve ser investigado pela procuradoria, devido ao foro privilegiado, mas o promotor Marcelo Valadares afirmou que “em relação à denúncia apresentada, não há participação do prefeito naqueles fatos” (veja os vídeos).

Advertisement

Procurado, Rodrigo Kaboja ainda não se posicionou. Eduardo Print Jr. havia emitido nota já na semana passada: “Na tarde de ontem (10), tive acesso à decisão que determina meu afastamento momentâneo das funções de vereador na Câmara Municipal de Divinópolis pelo período de 180 dias. Esclareço que todas as medidas judiciais cabíveis serão adotadas pelo meu corpo jurídico, a fim de esclarecer todos os fatos e provar minha inocência. Confio nas instituições brasileiras e aguardarei ao lado da minha família até que a verdade prevaleça. Aos meus eleitores, reafirmo o compromisso de, no exercício do mandato ou não, lutar pelo futuro e desenvolvimento de nossa cidade, honrando toda a confiança que sempre depositaram em mim.”

Veja também:

mobile