Copasa nega racionamento e afirma: "das cidades operadas pela empresa, apenas Dores do Indaiá enfrenta problemas no abastecimento" - Portal MPA

Publicidade

Copasa nega racionamento e afirma: “das cidades operadas pela empresa, apenas Dores do Indaiá enfrenta problemas no abastecimento”

Postado em 18/09/2021 6:37

Copasa nega racionamento e afirma: "das cidades operadas pela empresa, apenas Dores do Indaiá enfrenta problemas no abastecimento"

Foto Arquivo MPA/Copasa nega racionamento e afirma: “das cidades operadas pela empresa, apenas Dores do Indaiá enfrenta problemas no abastecimento”

Moradores de pelo menos 9 cidades da Região Metropolitana de Belo Horizonte denunciaram à Agência Reguladora de Serviços de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário de Minas Gerais (Arsae-MG) por desabastecimento de água. Na Grande BH, foram afetados consumidores da capital, além de Betim, Contagem, Esmeraldas, Igarapé, Juatuba, Ribeirão das Neves, Sarzedo e Vespasiano.  

Cenário de Divinópolis de acordo com a Copasa:

Em Divinópolis, ao ser questionada como estaria o cenário atual da cidade, se haveria possibilidade de racionamento, a Copasa informou em nota que das cidades operadas pela empresa na região Centro-Oeste, apenas a cidade de Dores do Indaiá enfrenta problemas no abastecimento devido à queda abrupta de vazão do ribeirão dos Porcos, onde é feita a captação de água.

Advertisement

Ainda em nota, a Copasa explicou que os órgãos ambientais já foram acionados e a Copasa busca formas de resolver a situação em definitivo. Durante esse período, a Companhia disponibilizará caminhões-pipa para reforçar o fornecimento de água da cidade. 

Outras cidades da região Centro Oeste: 

 Já em relação as demais cidades da região, a Copasa detalhou que os mananciais utilizados pela Copasa para abastecimento público, nos respectivos pontos de captação, estão com níveis mantidos conforme os dados históricos para o período. Até o momento, não há indicação de desabastecimento ou de necessidade de rodízio para essas cidades. 

Sobre uso racional da água:

            A Companhia esclarece que o uso racional da água é importante em qualquer estação do ano e, mais ainda, na estação seca. Atitudes simples de economia fazem muita diferença, por exemplo: 

Não lavar o passeio. Em vez disso, usar a vassoura; 
Tomar banhos rápidos; 
Molhar plantas com regador e não com a mangueira; 
Deixar a torneira fechada enquanto escova os dentes ou faz a barba; 
Na cozinha, também fechar a torneira enquanto ensaboa a louça e, antes de lavá-la, retirar ao máximo os restos de alimentos; 
Reutilizar a água da máquina de lavar. 

            São pequenas ações no dia a dia que contribuem muito para o bem estar de toda a população.  A Copasa recomenda: consumir sem desperdiçar é preservar o acesso à água para todos. 

Sobre municípios afetados com a falta de água na Grande BH:

Segundo a Copasa, o volume armazenado nos reservatórios do Sistema Paraopeba está em 72,7%, o que garante a estabilidade no fornecimento na RMBH. Apenas o distrito de Bom Jesus de Cardosos, em Urucânia, na Zona da Mata, e Bugre, no Vale do Rio Doce, estavam em racionamento até a última terça-feira (14/09).

Ainda segundo a Copasa, em razão do aumento da temperatura do elevado consumo de água e da necessidade de manutenção emergencial nas unidades de bombeamento de água, o abastecimento em Igarapé foi comprometido, na terça (14), mas normalizado na quarta (15). A Prefeitura de Betim afirmou que, neste mês, foram registrados episódios de falta de água nos bairros Marimbá, Citrolândia, Duque de Caxias, Vila Cristina e Parque do Cedro. Já a PBH informou que mantém um diálogo permanente com a empresa.

Contagem disse que foi procurada pela companhia, que informou que, em função do elevado consumo, poderia haver queda no abastecimento de alguns bairros da cidade. Porém, não se trata de racionamento, uma vez que os níveis dos reservatórios encontram-se normais. As administrações dos outros seis municípios da região metropolitana ainda não se pronunciaram sobre o assunto. 

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade