fbpx
Pular para o conteúdo

Advogado esclarece dúvidas sobre pensão por morte

Image

O advogado Farlandes Guimarães participou do Programa Bom Dia Divinópolis nesta terça-feira (19). Durante a entrevista, ele abordou o benefício da pensão por morte. Esse benefício existe há mais de 100 anos e passou por evoluções ao longo do tempo.

Segundo o advogado, quando uma pessoa morre, a pensão por morte visa amparar seus dependentes. No entanto, existem regras importantes a serem consideradas. Por exemplo, casais que vivem em união estável não formalizada devem ter atenção redobrada. Se o falecido não deixou filhos e vivia em união estável, a comprovação da dependência econômica pode ser um desafio. O INSS exige documentação para validar essa dependência, e as pessoas precisam ser cautelosas nesse processo.

“A morte é um evento inevitável, mas sua perspectiva previdenciária requer planejamento. É fundamental que as pessoas reúnam provas em vida. Se o companheiro falecer e não houver comprovação da dependência econômica, o acesso à pensão por morte pode se tornar complicado”, afirmou o advogado.

É importante que todos estejam cientes dessas questões e busquem orientação legal para proteger seus direitos e os de seus entes queridos. Acompanhe a entrevista completa:

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

0
Would love your thoughts, please comment.x