fbpx
Pular para o conteúdo
  • Home
  • Divinópolis
  • ACASP alinha Natal Iluminado e debate assistência à população em situação de rua

ACASP alinha Natal Iluminado e debate assistência à população em situação de rua

Image

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Divinópolis sediou excepcionalmente na manhã desta quarta-feira (22) a reunião semanal da Associação para Assuntos de Segurança Pública de Divinópolis (ACASP). Vislumbrando a programação de fim de ano na cidade, a entidade apresentou o projeto Natal Iluminado, que contempla, entre outras ações, a chegada do Papai Noel, iluminação da Praça do Santuário e da Praça do bairro Esplanada, além de apresentações musicais.

Em seguida, a palavra foi concedida à coordenadora de Agricultura da Prefeitura de Divinópolis, Cláudia Santana, que falou sobre o Banco de Alimentos, projeto ativo no Município desde 2018, que garante alimentação saudável e equilibrada a 2500 divinopolitanos semanalmente, por meio de entidades sociais cadastradas. O sistema é abastecido constantemente por uma rede de parceiros que doa os mantimentos e nele são triados, higienizados e devidamente embalados para distribuição. A destinação se configura em cestas ou refeições nas próprias instituições. Só neste ano, foram doados mais de 900 quilos de alimento.

Advertisement

A política de assistência à população de rua foi tema trazido pela secretária de Assistência Social Juliana Coelho, respondendo às demandas da ACASP protocoladas recentemente em sua pasta. A representante do Executivo Municipal ressaltou que as esmolas e a facilidade de acesso às drogas são os principais atrativos para o público, que acaba rompendo vínculos familiares e se tornando mais agressivo por causa do vício. Pontuou que a Lei não proíbe a situação de moradia em espaços públicos e, dessa forma, não pode obrigar as pessoas a saírem de onde estão.

Explicou que, assim como a remoção compulsória do cidadão, ações como retirada de colchões e objetos pertencentes a ele são proibidas. A profissional ainda destacou que a secretaria vem buscando alternativas para um tratamento mais digno ao público, como a viabilização de casas de passagem e albergues, mas que a ação é um paliativo e sozinha não resolve o problema.

O presidente da ACASP, Breno Clementino, sugeriu campanhas junto a população sobre abolir as esmolas e o fechamento noturno de praças como forma de amenizar a situação. “Existem entidades que precisam de ajuda da população para que possam desenvolver uma ação estruturada de combate à fome e a miséria. O que não é justo é que uma doação feita por cuidado e empatia de um cidadão, na verdade, esteja fomentando o tráfico e a criminalidade no município”, explicou.

Os desafios da Polícia Militar diante desse gargalo também foram salientados pelo coronel Erlando. Ele afirmou que prisões são realizadas rotineiramente, mas que não é papel da PM disciplinar o uso das vias públicas, nem restringir a entrada de pessoas na cidade.

Observou que a abordagem aos moradores de rua, que sabidamente têm ficha criminal extensa, muitas vezes é criticada como afronta aos direitos humanos e reforçou a necessidade de uma mobilização entre Ministério Público, Prefeitura e forças de segurança para atuação conjunta e resolutiva do caso em questão.

A ASSOCIAÇÃO
A ACASP é uma sociedade civil sem fins lucrativos que foi criada em 1999 para dar apoio aos órgãos de segurança pública do município de Divinópolis. Todos os seus membros trabalham de forma voluntária e não remunerada, em prol de moldar uma sociedade mais segura. Você também pode se associar a ACASP e contribuir com este projeto por meio do site: www.Acasp.org.br. Sua doação e apoio são muito importantes para a continuação deste trabalho.

mobile