Da Libertadores à Série B. A grande história de Cruzeiro x Grêmio. - Portal MPA

Publicidade

Da Libertadores à Série B. A grande história de Cruzeiro x Grêmio.

Postado em 07/05/2022 10:34
Publicidade

Os dois maiores vencedores da Copa do Brasil se encontram neste fim de semana em um contexto totalmente oposto ao de glórias e duelos históricos recentes. A partir das 16h de domingo, no Independência, Cruzeiro e Grêmio medem forças pela primeira vez na Série B.

Detentores de 11 títulos do mata-mata nacional, seis do Brasileirão e cinco da Libertadores, mineiros e gaúchos carregam enfrentamentos entre si que valeram classificação e até mesmo taça. No principal deles, a Raposa levantou a Copa do Brasil de 1993 sobre o Tricolor.

Aliás, a vantagem é do Cruzeiro nestes jogos eliminatórios. Superou o Grêmio em cinco de seis disputas mata-mata a nível nacional e continental. O clube gaúcho só passou pelos mineiros na Copa do Brasil de 2016, quando sagrou-se pentacampeão.

  • 1966 – Taça Brasil – Quartas de final – Cruzeiro classificado
  • Jogo de ida: Grêmio 0 x 0 Cruzeiro (Olímpico)
  • Jogo de volta: Cruzeiro 2 x 1 Grêmio (Mineirão)

O primeiro encontro com característica de mata-mata foi na Taça Brasil de 1966. Após segurar o 0 a 0 no Olímpico, o Cruzeiro viu um Mineirão recém inaugurado lotado. Já no início do segundo tempo, porém, veio o susto. Volmir abriu o placar para o Grêmio. Rapidamente, Marco Antônio empatou e, na sequência, Tostão garantiu a virada de pênalti. A Raposa levantaria o título da competição naquele ano.

  • 1993 – Copa do Brasil – Final – Cruzeiro campeão
  • Jogo de ida: Grêmio 0 x 0 Cruzeiro (Olímpico)
  • Jogo de volta: Cruzeiro 2 x 1 Grêmio (Mineirão)

Depois de novo 0 a 0 em um embarrado Estádio Olímpico na partida de ida, o Cruzeiro repetiu o placar de 1966 no Mineirão. Roberto Gaúcho fez 1 a 0 em chute de longe que contou com falha do goleiro Eduardo Heuser. De cabeça, Pingo empatou. Porém, também de cabeça, Cleison deu o título à Raposa.

  • 1997 – Libertadores – Quartas de final – Cruzeiro classificado
  • Jogo de ida: Cruzeiro 2 x 0 Grêmio (Mineirão)
  • Jogo de volta: Grêmio 2 x 1 Cruzeiro (Olímpico)

A ida, no Mineirão, teve vitória do Cruzeiro por 2 a 0, gols de Elivélton e Alex Mineiro. No Olímpico, na volta, a Raposa saiu na frente, com Fabinho. O Grêmio até virou, com Mauro Galvão e Zé Alcino, mas a vaga ficou com o time mineiro, que seguiu caminho rumo ao bicampeonato continental.

  • 2009 – Libertadores – Semifinal – Cruzeiro classificado
  • Jogo de ida: Cruzeiro 3 x 1 Grêmio (Mineirão)
  • Jogo de volta: Grêmio 2 x 2 Cruzeiro (Olímpico)
Um novo duelo valendo vaga só se repetiria 12 anos depois, novamente pela Libertadores, mas pela semifinal. Com gols de Wellington Paulista, Wagner e Fabinho, o Cruzeiro venceu por 3 a 1 no Mineirão na ida. Souza descontou. No Olímpico, Wellington Paulista marcou duas vezes e abriu 2 a 0. O Grêmio até reagiu, com gols de Réver e Souza, mas o empate não impediu a eliminação.
  • 2016 – Copa do Brasil – Semifinal – Grêmio classificado
  • Jogo de ida: Cruzeiro 0 x 2 Grêmio (Mineirão)
  • Jogo de volta: Grêmio 0 x 0 Cruzeiro (Arena)

Só em 2016 o Grêmio conseguiu “se vingar”. O time treinado por Renato Portaluppi encarou o Cruzeiro na semifinal da Copa do Brasil. A vitória no primeiro jogo, no Mineirão, por 2 a 0, encaminhou a classificação. Luan e Douglas marcaram os gols gremistas.

Na Arena, o empate sem gols garantiu o Tricolor na final, vencida contra o Atlético. A conquista acabou com o jejum de títulos de expressão do clube que durava 15 anos.

  • 2017 – Copa do Brasil – Semifinal – Cruzeiro classificado 
  • Jogo de ida: Grêmio 1 x 0 Cruzeiro (Arena)
  • Jogo de volta: Cruzeiro 1 (3) x (2) 0 Grêmio (Mineirão)

No ano seguinte, um novo embate pelas mesmas competição e etapa. Pela primeira vez, as equipes passaram por uma decisão por pênaltis. Nos tempos regulamentares, uma vitória por 1 a 0 para cada lado.

No primeiro jogo, Barrios marcou para o Grêmio na Arena. No Mineirão, Hudson devolveu o placar. Nas penalidades, Edilson, Everton e Luan erraram pelo Tricolor, e o Cruzeiro venceu por 3 a 2.

Agora na Série B, os times voltam a duelar após mais de dois anos. O último confronto foi no fim de 2019, pela penúltima rodada do Brasileirão, com vitória gremista por 2 a 0. Naquele ano, o time mineiro foi rebaixado e desde então não conseguiu mais retornar à Série A.

Com o objetivo de voltar à elite nacional em 2023, Grêmio e Cruzeiro ocupam o G-4 neste momento. O Tricolor é 2º colocado, e a Raposa está uma posição abaixo, ambos com 10 pontos. Os gaúchos aparecem à frente pelo saldo de gols superior.

FUTEBOL MINAS FM

 

Publicidade