Publicidade

Cleitinho Azevedo emite nota sobre live interrompida quando ele denunciava a Copasa

Postado em 30/10/2020 19:13

O deputado estadual Cleitinho Azevedo fez uma nota oficial sobre a live interrompida quando fiscalizava a COPASA. “Há vários anos Divinópolis vem sofrendo com problemas de falta de água e a COPASA sempre alegando que não tem culpa e que tudo ocorre em razão da escassez de chuvas em determinadas épocas e do aumento no consumo por parte da população”, inicia a nota.

O deputado estadual afirma ser cobrado diariamente para fiscalizar tal situação e, em razão disso, resolveu procurar informações sobre o problema. “Recebi várias denúncias dando conta de que a COPASA em Divinópolis está com dois filtros parados por estarem defeituosos. No entanto, os materiais para reforma desses filtros bem como dois motores novos para aumentar a vazão da água tratada foram comprados e entregues há mais de um ano”, disse.

Seguindo a explicação dele, que é possível ver um amontado de material, tal como areia, material filtrante e antracito bem como os motores escondidos por uma lona. “Tais materiais estão no tempo, se deteriorando há mais de um ano. Tal informação pode ser facilmente comprovada exigindo-se da COPASA que apresente as notas fiscais dos motores e dos materiais mencionados” falou Cleitinho Azevedo.

Segundo o deputado ele buscou informações. “Me informei de que cada filtro desse tem uma capacidade de tratamento de água de 10 milhões de litros ao dia, ou seja, um total de 20 milhões de litros de água tratada por dia e que com esse aumento na produção é impossível que falta água na cidade. Enquanto isso a população vem constantemente sofrendo com a falta de água”, comentou.

Cleitinho afirma que no alto da Avenida Paraná existe um reservatório que apresentou defeito e está vazio há mais de 8 anos, com capacidade aproximada de 6 milhões de litros de água. “Ou seja, há mais de 8 anos o problema aconteceu e os responsáveis pela administração da empresa em Divinópolis ainda não tomaram providencias para solucioná-lo. Existe um outro reservatório, mas com capacidade de 4 milhões. Sendo assim, se o reservatório maior estivesse em condições de estocar água, seria mais uma solução para o problema de falta de água na cidade”.

Para ele todos estes fatos demonstram que o problema de falta de água em Divinópolis tem uma razão. “Má administração dos atuais gestores, necessário se faz que ocorre uma fiscalização na sede da empresa na cidade, para que providencias sejam tomadas, visando solucionar o problema de falta de água na cidade e, ainda, que os responsáveis pela prestação defeituosa no serviço, que é essencial, sejam responsabilizados com o rigor da Lei”, afirma o deputado.

Nossa reportagem entrou em contato com a assessoria da Copasa e aguarda se haverá algum posicionamento da empresa. 

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!