fbpx
Pular para o conteúdo

Trocou o numero 1 pelo numero 3? Sim, o Cruzeiro fez isso.

Image

Por Oliveira Lima

Rafael Cabral é do Grêmio, Gabriel Grando é do Cruzeiro. Um sistema chamado de “troca-troca” lançado e com muito sucesso nos anos 80, quando o icônico presidente do Fluminense, Francisco Horta, promovia grandes trocas de jogadores com grandes clubes, pois não existia muita grana no mundo do futebol. Há anos isto não existia, e agora vem a troca de goleiros entre Cruzeiro e Grêmio. Até final da temporada, ficam por empréstimo, com opção de venda estipulada.

E não por questão financeira, mas sim por queda de rendimento momentâneos dos referidos guarda-metas. Mas são situações diferentes. Cabral, titular absoluto do Cruzeiro há dois anos, enquanto que Grando é apenas o 3º goleiro do Grêmio desde o final do ano passado. Sendo o reserva do reserva se explica a situação do goleiro gremista. Já Cabral não vive fase boa, cometendo falhas, natural para qualquer profissional.

RAFAEL CABRAL; O GOLEIRO MENOS VAZADO DO BRASIL NOS ÚLTIMOS DOIS ANOS

Rafael Cabral veio para a duríssima missão de substituir o melhor goleiro do Brasil dos últimos 20 anos. Fábio é o melhor goleiro da história do Cruzeiro e sendo assim qualquer goleiro do mundo sofreria para tal missão. E olhe que Cabral a cumpriu e muito bem por sinal. Chegou em 2022, e para jogar a série B, onde o Cruzeiro estava há dois anos. Simplesmente Rafael Cabral foi o goleiro menos vazado dos Campeonatos Brasileiros de 2022, incluindo todas as séries: A, B e C. E foi campeão da B com o Cruzeiro. Ano passado foi, ao lado do atleticano Everson, o goleiro menos vazado do Brasileirão da Série A, e num Cruzeiro que quase caiu.

GABRIEL GRANDO: TERCEIRO GOLEIRO DE UM CLUBE QUE PROCURA UM TITULAR
Já Gabriel Grando foi o goleiro titular do Grêmio, quando o “Imortal” caiu e voltou com ele como vice-campeão da B em 2022, com o Cruzeiro de Cabral campeão. Hoje é apenas o terceiro arqueiro do time de Renato Gaúcho. Grêmio trouxe Marchesim, argentino, que não ainda não se firmou; Lesionado, quem assumiu o gol no Gauchão, não foi Grando e sim o da base, Kaike.

GREMIO TOMA O GOLEIRO DO CRUZEIRO, QUE FICA SEM.
Não se sabe de quem partiu a ideia da trocas dos goleiros, mas o Grêmio agradece. Não tinha goleiro, pois Renato Gaúcho cobrou do próprio treinador de goleiros do clube, as atuações de Marchesim. Estava procurando um de confiança, rodado, com estofo. Ganhou de presente Rafael Cabral. Em contrapartida, o Cruzeiro tinha Cabral, não num bom momento(mas até mesmo o eterno Fabio teve seus momentos ruins). A diretoria deu ouvidos à torcida insana e agora o Cruzeiro não tem goleiro. Anderson sempre foi reserva do Atlético Paranaense e agora vem Grando, reserva do reserva do Grêmio. Léo Aragão é muito jovem e veio do Bragantino. Assim, o Cruzeiro, dos times grandes, é o único que não tem goleiro hoje. Aliás tinha, mas cedeu ao Gremio, que não tinha nenhum. O Imortal agradece, pois trocou seu 3º goleiro pelo 1º do Cruzeiro.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

0
Would love your thoughts, please comment.x