Publicidade

Sampaoli “comemora” empate contra Bragantino.

Postado em 12/01/2021 12:13

Em um jogo movimentado, em que o Atlético finalizou na trave no primeiro minuto e marcou um gol no último, no empate em 2 a 2 fora de casa, e leva um ponto para Belo Horizonte. Apesar de o resultado não ter sido o ideal para um time que busca encurtar a distância para o líder São Paulo, Jorge Sampaoli gostou do rendimento da equipe em campo.

Questionado sobre o que seu time precisa fazer na próxima partida, por exemplo, para ficar com os três pontos, ele foi direto:

“Jogar como hoje. Hoje o time esteve em um campo muito difícil, contra um rival que jogou muito bem contra o Palmeiras e contra o São Paulo aqui (em Bragança). O time foi dominador e foi o time que buscou a partida durante 90 minutos. O rival se encontrou com dois gols em momentos inesperados, e ainda assim o time buscou por todos os lados a possibilidade de empatar ou ganhar. Essa é a forma. Depois, os resultados terão a ver com a contingência de cada jogo”.

Antes de pegar o Bragantino, o último jogo atleticano havia sido contra o Coritiba, no Mineirão, quando o Galo ganhou, mas Sampaoli destacou que o rendimento ofensivo precisava melhorar. Esse foi mais um ponto que agradou o argentino no Nabi Abi Chedid.

“(Contra o Bragantino) esteve muito perto do que eu busco. Apesar dos erros, a atitude de protagonismo do time foi a que começou até quando terminou. Ganhamos um grande espaço na possibilidade de competir com os melhores times do Brasil. Seguramente, há correções a fazer, mas o time foi extremamente superior de visitante, contra um rival que era muito perigoso para nós. E valorizo essa possibilidade, creio que há um crescimento muito marcado em relação a jogos anteriores”.

“A cultura de jogo deste time está clara”

Sampaoli passou boa parte da temporada dizendo que seus jogadores ainda viviam o processo de entender seu modelo de jogo. Agora, o argentino crava: a ideia está consolidada. O momento é de aperfeiçoar detalhes.

– Nós já estamos com a ideia (de jogo) consolidada. Agora, somente temos que preparar cada jogo. A cultura de jogo deste time já está clara. Há que aprofundar detalhes que nos deixam mais competitivos, para chegar a competir com times que são muito fortes e estão brigando pelo mesmo que nós.

“Obviamente que o Bragantino é um time que pressiona muito alto, com muita gente. Era muito difícil encontrar espaços para jogar. No segundo tempo, foi amplo o domínio do Atlético, frente a um rival que tem muita velocidade na transição. Era muito difícil jogar aqui (em Bragança), e creio que estivemos muito à altura do jogo

“Keno termina sendo vital em cada jogo. Indubitavelmente, é um jogador que, com seu nível, nos ajuda. Mas também temos que encontrar equilíbrio na direita, para que faça tanto dano quanto a esquerda. Essa construção de ataque equiparado entre as linhas tem a ver com rivais como o que teremos no domingo (Atlético-GO, no Mineirão), que certamente se fechará muito atrás, e não vai haver espaços. Teremos que ter variantes de criatividade que nos permitam ganhar o jogo”.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!