Ronaldo explicou a preferência por Paulo Pezzolano. - Portal MPA

Publicidade

Ronaldo explicou a preferência por Paulo Pezzolano.

Postado em 13/01/2022 14:03
Publicidade

Assim como vários outros clubes brasileiros, o Cruzeiro recorreu ao mercado estrangeiro na busca por um treinador. O escolhido foi o uruguaio Paulo Pezzolano. Jovem, ele estava no futebol mexicano e é desconhecido por grande parte dos torcedores. Ronaldo, principal nome da gestão cruzeirense, falou pela primeira vez sobre a opção pelo profissional de 38 anos.

Não só sobre o treinador. Na live com os sócios torcedores, Ronaldo também explicou a escolha por Pedro Martins, que estava na vice-presidência de competições da Federação Paulista de Futebol e chegou para assumir a diretoria de futebol do Cruzeiro. A decisão de contratar ambos visou um estilo de jogo específico.

“A gente partiu idealizando um treinador e um diretor de futebol que transmitissem exatamente o que a gente quer que nossos jogadores transmitam nos jogos. Vamos ter um padrão de jogo”.

“Queremos que nossos jogadores sejam decisivos, protagonistas. Alguns fatores são importantes em um jogo… teremos um time muito intenso, rápido e agressivo”.

Ronaldo vê em Pezzolano a presença de todas essas características. E, de fato, o uruguaio falou sobre esse estilo de jogo quando foi apresentado, na semana passada. O gestor, que teve o primeiro contato com a comissão técnica na terça-feira, na Toca, diz que a filosofia de trabalho fará bem ao Cruzeiro.

“Encontramos o Pezzolano, que é um excelente treinador e que tem todas as características que buscávamos. Assistimos o treino dele. Muito bacana a intensidade que ele impõe. É uma coisa nova dentro do clube, mas vai trazer muitos resultados.

Pezzolano terá as companhias de Pedro Martins, diretor, e Paulo André, que faz parte da equipe de Ronaldo na transição, como figuras centrais do departamento de futebol. O ex-atacante fez questão de dizer que se sente “confortável” com a presença desse tripé.

“Tudo está sendo supervisionado pelo Paulo André, que seria uma espécie de vice-presidente de futebol. Tem essa responsabilidade de comandar a área técnica dentro do futebol. Estou muito confortável e confiante de que os três vão fazer um excelente trabalho”.

FUTEBOL MINAS FM

Publicidade