No América, o xodó está de volta e chega mais um atacante. - Portal MPA

Publicidade

No América, o xodó está de volta e chega mais um atacante.

Postado em 24/01/2022 12:04

O América anunciou mais um reforço para o ataque. Enquanto prepara a contratação do atacante Wellington Paulista, o clube mineiro anunciou o retorno de Matheusinho, meia-atacante revelado na base, que militava pelo futebol de Israel.

Aos 23 anos, Matheusinho surgiu como mais uma joia das categorias de base do Coelho. Em 2020, foi vendido para o Beitar Jerusalem, e estava cedido ao FC Ashdod, por empréstimo, até junho. Nesta segunda-feira, o América confirmou a volta da casa do jogador.

O contrato de Matheusinho no Beitar iria até o fim de 2025. O América ainda não deu detalhes da negociação. O jogador havia feito 15 jogos e 1 gol na Liga local. Ele se torna uma opção de atacante pelo lado de campo no esquema de Marquinhos Santos.

O Coelho perdeu justamente sua principal peça que atuava na ponta direita, Ademir, que fechou acordo no Atlético-MG para 2022. O América estreia na temporada nesta terça-feira, na primeira rodada do Campeonato Mineiro, contra a Caldense, em Poços de Caldas.

O América também apresentou mais um reforço. Desta vez, o atacante Henrique Almeida, que chega com contrato até o final deste ano. O atacante recebeu a camisa das mãos do presidente Alencar da Silveira e elogiou o elenco montado para a temporada.

“O plantel tem bastante qualidade. Vinha acompanhando o América ano passado, a brilhante temporada que fizeram, o que já vem há dois anos. Ao chegar aqui, vi que o grupo tem muita qualidade, muitas opções, e eu espero ajudar o máximo possível, adaptar rapidamente a esse grupo”.

Henrique surgiu na carreira, no início da última década, sob muitas expectativas, principalmente pelos números nas categorias de base do São Paulo e da seleção brasileira. Mas viveu altos e baixos, sem conseguir decolar.

Aos 30 anos, o atacante chega sob desconfiança em função dos últimos anos. Ele não balança as redes desde novembro de 2019. Desde então, passou por Goiás e Chapecoense. Chega a Belo Horizonte em busca do seu melhor nível.

“Portugal e Turquia (entre 2018 e 2019), acabei fazendo 11 gols em 30 e poucas partidas. Pelo número de jogos, não foi tão ruim. Mas espero aqui no América poder retomar meu melhor nível, e estou me preparando para isso, para a retomada da minha carreira. Espero ajudar o América da melhor maneira, e que seja fazendo gols, que é o mais importante”.