Publicidade

Keno faz 3, Nathan é elogiado e Atlético e líder do brasileirão

Postado em 20/09/2020 11:26

BANNER FUTEBOL AGOSTO 2020

O Atlético teve um adversário que vendeu caro a derrota, mas bateu o xará goianiense por 4 a 3, e alcançou a liderança do Brasileirão. O primeiro tempo não foi como Jorge Sampaoli esperava, e o time foi para o vestiário perdendo por 1 a 0. Na etapa final, um desempenho totalmente diferente, quatro gols marcados (e dois sofridos), três pontos na conta. O técnico argentino o triunfo do Galo avaliou assim:

“Uma partida em que arrancamos mal, com pouca precisão de controle de jogo nos primeiros 20 minutos. O rival nos dominou na pressão, encontrou um gol. Depois, tentamos reagir nos últimos 15, 20 minutos do primeiro tempo. Tivemos chances para fazer gols, fizemos um gol, e estava supostamente impedido. No segundo tempo, tivemos maior volume de ataque, uma equipe mais compacta, gerou muitas chances, fez quatro gols. O segundo tempo foi, em geral, superior ao primeiro”.

Além da conversa no vestiário, Sampaoli promoveu duas substituições já para o início da etapa final. Uma delas foi a saída de Guga, que deu vaga ao zagueiro Igor Rabello, que entrou preenchendo o espaço defensivo pelo lado direito. O técnico explicou a modificação.

“Modificamos a estrutura, já que no primeiro tempo (o time) não havia sido tanto tempo superior. Tentamos corrigir um pouco o setor direito (da defesa), onde eles ativavam muito (o ataque). Mudamos o sistema para ter mais volume de ataque. Em vez de 3-2-5, 3-1-6. Às vezes, temos a possibilidade de acertar, às vezes, não. Aconteceu”.

O nome do jogo foi Keno. O atacante tomou algumas decisões erradas no primeiro tempo, mas foi perfeito na etapa final, com três gols, que garantiram os três pontos.

“É um jogador que veio para fazer a diferença que fez. É um jogador que precisamos que esteja bem para que esteja à altura. O Keno de hoje (sábado) nos fez ganhar três pontos. Esperamos que se mantenha dessa forma” – disse Sampaoli.

“Nathan tem muito a ver com a mudança do jogo no segundo tempo. Foi um jogador que apareceu muito bem de trás, fez um gol, gerou o pênalti. Ainda que não esteja 100%, foi um jogador muito importante”.

“Sim, entrou um garoto, que nunca havia jogado (no time profissional). Tem muito potencial, temos muita expectativa com ele. Precisávamos mudar um extremo para dar fôlego ao ataque. Savinho era a opção que tínhamos”.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!