Julgamento do Guarani é marcado e ainda não há advogado de defesa. - Portal MPA

Publicidade

Julgamento do Guarani é marcado e ainda não há advogado de defesa.

Postado em 21/10/2021 12:57

A terceira turma do TJD/MG( Tribunal de Justiça Desportiva) publicou ontem,(20/10), o edital de julgamento do processo 150/21 onde figuram como parte o Sport Club Aymorés e o Guarani Esporte Clube, julgamento este marcado para a próxima segunda-feira 25/10 a partir das 19h00.

Em contato com alguns responsáveis pelo processo, até a data de hoje(21/10) não havia sido habilitado pelo Guarani Esporte Clube o advogado de defesa. A reportagem conseguiu informações que o Dr. Felipe Mourão teria sido procurado para realizar a defesa, mas ainda não havia confirmado se aceitaria.

Conforme anteriormente divulgado, o Aymorés de Ubá, ingressou junto a TJD/MG com uma notícia infracional contra o Guarani sobre a irregularidade de inscrições de atletas no Campeonato Mineiro módulo ll de 2021, onde o regulamento da competição prevê a inscrição de 30 jogadores em súmula, e o Bugre inscreveu 31.

As súmulas são de acesso e domínio público, sendo disponibilizadas pelos site oficial da Federação Mineira de Futebol e lá se encontram os nomes dos 31 jogadores que foram inscritos em súmula. Até a nona rodada o Guarani havia inscrito em súmula 27 jogadores, e na décima rodada inscreveu mais 4 jogadores, que ainda não haviam aparecidos nas sumulas anteriores.

Os 31 nomes dos jogadores inscritos em súmula são: Vitor, Julio, Clebson, Juan, Vinícius, Gelson, Brendon, Maicom, Douglas, Rendell, Heric, Matheus Cabral, Gabriel Marques, Iago, Gabriel Santos, Matheus, Wellington, Roberto, Rondinelly, Vinicius Júnio, Thiago, Magalhães, Rafael, Davidson, Maicon Paixão, Ian, Daniel, Lucas, Thiago Henrique, Enzo e Breno.

Houve erro sim e o registro de 31 atletas em súmula. Existem linhas de defesa para o Guarani e de acusação para a Promotoria do TJD/MG e Aymorés. Haverá sim um embate jurídico e possivelmente pode chegar até o STJD que a a instância máxima de recurso.

Toda a documentação solicitada pela procuradoria do TJD/MG foi entregue pelo DCO(Departamento de Competições) da FMF(Federação Mineira de Futebol) onde consta e se confirma a irregularidade da inscrição dos 31 jogadores em súmula por parte do Guarani Esporte Clube.

Até o presente momento a Presidência do Guarani Esporte Clube, bem como o Conselho do clube não se manifestaram oficialmente sobre todo o caso.

FUTEBOL MINAS FM

FUTEBOL MINAS FM