Dramático! Com empate no final, Cruzeiro não consegue sair da zona de rebaixamento

Postado em 26/10/2019 20:57

Resumo do Primeiro Tempo: O Primeiro Tempo fora marcado por uma pressão absoluta por parte do time da casa, o Cruzeiro. Apenas o time da Raposa assustou no primeiro tempo, porém o contra-ataque do Fortaleza sempre apresentava um perigo gigantesco contra as estruturas defensivas do Cruzeiro. O cenário então era marcado por uma pressão absoluta do Cruzeiro e uma defesa absoluta por parte do Fortaleza que segurava toda a pressão que o time mineiro exercia. As melhores oportunidades no entanto foram provindas do lado cruzeirense, por mais que a Raposa buscasse ampliar o placar era neutralizada pelo Fortaleza que parecia até então satisfeito com o empate, buscando uma chance de ataque na chamada; ”bola única” em um possível contra-ataque.

O decorrer dos minutos finais do Primeiro Tempo foi marcado por bastante troca de passes e também faltas e falhas por parte de ambas as equipes, deixando o jogo um tanto entedioso no amargo empate de 0 x 0 até o apito final do término do Primeiro Tempo.

Resumo do Segundo Tempo: O esquema de pressão cruzeirense prosseguiu ao decorrer dos minutos iniciais do Segunda Tempo. A mesma postura da qual foi-se durante o Primeiro Tempo foi assumida pelo time da casa, que sufocava o Fortaleza de todas as maneiras possíveis, embora grandes oportunidades fossem criadas pelo Cruzeiro, a sorte parecia não conspirar ao favore do Cruzeiro. O Fortaleza então prosseguia em seu esquema defensivo na chance de assustar o Cruzeiro na boa oportunidade, vendo-se sufocado, porém conseguindo deter os avanços cruzeirenses.

O Cruzeiro enfrentava em campo dois oponentes; o Fortaleza e também o relógio que corria contra o time cruzeirense. O jogo então prosseguia de uma maneira pesada, com o abrir dos trinta minutos, poucas eram as boas oportunidades claras de chute, porém, logo aos trinta e cinco minutos do Segundo Tempo, o Cruzeiro via-se livre da zona de rebaixamento! E sim, com o chute de Orejuela. Na pressão do Cruzeiro, a zaga do Fortaleza não afasta direito, Marquinhos Gabriel recebe a bola, ajeita para Orejuela. O lateral domina e bate para o fundo do gol. Levando ao placar; 1 x 0 para o Cruzeiro. Porém, a alegria cruzeirense não durou muito… Um minuto após o gol de Orejuela; Gol de Wellington Paulista. Gabriel Dias cruza na área, Marlon resvale na primeira trave e o camisa 9 tenta duas vezes, até a bola ir para o fundo das redes. Deixando 1 x 1 para ambas as equipes, placar empatado novamente.

O jogo então voltava a estaca zero. A pressão explodia em pleno Mineirão. A torcida do Cruzeiro parecia então não acreditar no que estaria a acontecer. A pressão do Cruzeiro após o gol de empate era enorme, o time procurava apenas a vitória, porém não conseguia desestabilizar as defesas do Fortaleza que segurava a pressão mineira com todas as forças.
Nos acréscimos a pressão era sem fim, tanto Cruzeiro quanto Fortaleza viam-se a pressão extrema, o sufoco era garantido por todos os lados, até o apito final soar. Portanto… O Cruzeiro ainda permanecia na Zona de Rebaixamento.

Acompanhe o decorrer da JORNADA ESPORTIVA, na narração de Leonardo Lasmar, reportagens de Oliveira Lima e comentários de Afonso Alberto:

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com