Publicidade

Galo empata com o Bragantino no último minuto e segue na briga pelo título

Postado em 11/01/2021 22:23

Bragantino e Galo se enfrentaram pela 29ª rodada do Brasileirão; Atlético segue na briga pelo título

O Atlético marcou no fim do segundo tempo, de pênalti e empatou em 2 a 2 com o Red Bull Bragantino na noite desta segunda-feira (11), no estádio Nabi Abi Chedid, em partida válida pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Atlético segue na terceira coloção, com três pontos a menos que o Internacional e seis do líder São Paulo. O Galo segue com um jogo a menos, contra o Santos, da 28ª rodada, que será no dia 27 de janeiro. 

O Atlético ficou 16 dias sem entrar em campo e enfrentou um Bragantino embalado, que goleou o líder São Paulo por 4 a 2, na quarta (6). No início do primeiro tempo parecia que a equipe alvinegra ia conseguir aumentar as chances de ser campeão do campeonato, mas parece que as duas semanas de treinamento e descanso não fizeram tão bem ao Galo. 

O Galo começou o primeiro tempo cheio de fôlego. Antes de completar o primeiro minuto de partida, o atacante Eduardo Vargas lançou uma bomba na trave do goleiro Cleiton, mas, depois dos primeiros minutos, o jogo esfriou e essa foi a melhor oportunidade do Atlético na primeira etapa. 

Depois da marcação de lateral para o Bragantino, aos 26 minutos, Sampaoli, insatisfeito com a decisão da arbitragem, reclamou bastante e levou cartão amarelo. Foi o 11º que o treinador recebeu desde que chegou ao Galo. Com o cartão, Sampaoli fica pendurado.

Quase no fim do primeiro tempo, o Bragantino abriu o placar com Ryller, aos 45 minutos. O volante ficou sozinho na área do Galo, recebeu de cruzamento  e, de cabeça, empurrou para marcar para o Massa Bruta.

O Atlético voltou com outra postura no segundo tempo. Aos nove minutos, em uma jogada pelo lado esquerdo com Keno e Arana, o lateral atleticano cruzou para pequena área em direção a Vargas, mas o atacante não conseguiu chegar. A bola sobrou para Savarino que, já no chão, finalizou para empatar para o Galo. 

Aos 11 minutos, Jair entrou em campo depois de desfalcar o Galo por quatro jogos, enquanto se recuperava de uma lesão. Alan Franco, que ainda não atua com 100% da sua forma física, desde que teve Covid-19, deu lugar ao volante. 

O Bragantino jogou um balde de água fria no Atlético aos 21 minutos. O Galo era o melhor na partida quando, em uma bola alçada na área, a defesa do Atlético mais uma vez não reagiu. Edimar ganhou de Alonso e, de cabeça, marcou o segundo gol do Bragantino no jogo.

O Atlético entrou em campo vestindo a camisa com o banco BMG como patrocinador máster, ao contrário do que tinha sido informado na sexta-feira (8). O Galo anunciou que fechou o patrocínio máster com a plataforma de apostas Betano e que já jogaria com a nova camisa, com a publicidade da Betano contra o Bragantino, porém, poucas horas antes do jogo, o clube voltou atrás e informou que ainda usaria o banco BMG como patrocinador principal e que estava em negociação com as duas empresas.

O próximo confronto do Atlético é contra o Atlético-GO, no domingo (17), às 18h15, no Mineirão. O Bragantino enfrenta o Ceará, também no domingo, no Castelão, às 20h.

Bragantino: Cleiton; Weverton (Ligger), Léo Ortiz, Fabrício Bruno e Edimar; Ricardo Ryller (Ramires); Helinho (Bruno Tubarão), Raul, Claudinho e Tomás Cuello (Moratto); Ytalo (Chrigor)

Atlético: Everson; Guga, Rever, Junior Alonso e Guilherme Arana; Allan (Nathan), Alan Franco (Jair) e Hyoran; Savarino, Keno e Eduardo Vargas (Sasha).

Amarelos: Sampaoli (Atlético); Cuello, Fabrício Bruno (Bragantino).

fonte: www.otempo.com.br

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!