Em noite inspirada; Galo bate CSA por 4 x 0 e mostra sua vontade para ganhar o Brasileirão

Postado em 02/06/2019 21:47

 

O Atlético se reabilitou no Campeonato Brasileiro em grande estilo. Com uma atuação impecável diante do frágil CSA, na noite deste domingo, no Independência, o alvinegro venceu por 4 a 0 e recuperou a vice-liderança da competição. E o triunfo veio com belos gols de Cazares, de falta, Chará, em belo contra-ataque, e Adilson, após boa troca de passes. O primeiro foi marcado por Fábio Santos, de pênalti, no começo do jogo.
 
O time alvinegro não deu chances para o CSA. Desde o começo, o Atlético massacrou o adversário e criou boas oportunidades de gol. Além de colocar a bola na rede quatro vezes, o Galo acertou a trave duas vezes,parou em grandes defesas de Jordi e assustou o camisa 1 do time alagoano em chutes de longe.
 
 
A vitória foi importante para o Atlético. Todos os concorrentes da parte de cima da classificação venceram seus jogos. Caso tivesse perdido, o Galo terminaria a rodada na sexta posição. O alvinegro agora soma 15 pontos, um a menos do que o líder Palmeiras, que bateu a Chapecoense, por 2 a 1, neste domingo. Já o CSA segue na zona de rebaixamento, com seis pontos. 
 
Agora o Atlético terá uma sequência de jogos com o Santos. Na quinta-feira, às 20h, no Pacaembu, as equipes decidem a vaga nas quartas de final da Copa do Brasil. No primeiro jogo, empate sem gols no Independência. Já no domingo, às 19h, na Vila Belmiro, os times se enfrentam pelo Campeonato Brasileiro. 
 
O jogo
 
O Atlético mandou no primeiro tempo contra o CSA. Mesmo com desfalques – Leonardo Silva, Zé Welison e Ricardo Oliveira não jogaram -, o Galo pressionou os adversários desde os primeiros minutos da etapa inicial. Foram 15 finalizações nos primeiros 45 minutos de jogo. A boa movimentação do trio Cazares, Chará e Luan, ao lado das constantes aparições dos laterais Patric e Fábio Santos no ataque, foram os destaques do time.
 
O Galo pressionou bastante. Nos primeiros três minutos, o time teve três boas chances. Patric e Chará pararam no goleiro Jordi; já Alerrandro balançou as redes, mas o jovem centroavante estava em posição irregular. Pouco depois, o colombiano teve grande oportunidade para abrir o placar. Ele arrancou do meio-campo, deixou três marcadores para trás e finalizou de perna esquerda. A bola bateu na trave.
 
O time comandado por Rodrigo Santana não deu paz para os alagoanos. Com marcação forte, o Atlético conseguia recuperar a posse rapidamente. Com a bola dominada, o alvinegro não tinha dificuldades para criar. Com isso, ficou fácil para Cazares achar a infiltração de Alerrandro na área. O atacante foi derrubado por Gerson e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Fábio Santos não cobrou bem, o goleiro Jordi tocou na bola, mas ela morreu no fundo das redes: 1 a 0.
 
E não demorou muito para o Galo ampliar o placar. Chará foi derrubado na entrada da área pelo lado esquerdo. Cazares foi para a cobrança e acertou o ângulo de Jordi: 2 a 0.
 
Depois do segundo gol, o alvinegro diminuiu o ritmo. Ainda assim, Luan obrigou Jordi a fazer grande defesa em chute desviado por Apodi. Já o CSA teve apenas uma boa chance, com Patrick Fabiano. Após cruzamento, ele subiu mais do que a defesa e cabeceou por cima. 
 
Os times voltaram para o segundo tempo com as mesmas formações. O CSA se impôs no campo de ataque, enquanto o Galo armava o bote. E o contra-ataque mortal aconteceu rapidamente. Aos 4’, Fábio Santos cortou e partiu em velocidade. Ele deixou a bola com Cazares, que inverteu para Chará. O colombiano tabelou com Luan, deu belo drible em Carlinhos e tocou na saída de Jordi: 3 a 0.
 
Mesmo com a goleada construída, o Atlético não parou de atacar. Alerrandro, Chará e Cazares finalizaram com perigo. Com a vitória garantida, Rodrigo Santana passou a pensar no jogo contra o Santos: ele poupou Chará e Luan, que correram muito no Horto. Pouco depois, Geuvânio, que havia acabado de entrar, deu lindo lançamento para Alerrandro. Livre, o jovem atacante caminhou e tocou por cima do goleiro, mas a bola bateu na trave.
 
E o Atlético seguiu em cima do adversário. Após boa jogada, Patric invadiu a área, pedalou para cima do adversário e acionou Alerrandro. O jovem atacante fez o trabalho de pivô e rolou para trás. Adilson apareceu livre e tocou no canto de Jordi: 4 a 0.
 
No fim, o Atlético trocou passes e controlou o jogo sem dificuldades. A torcida, empolgada, gritou olé nos minutos finais até a confirmação da boa vitória no Independência.
Fonte: superesportes
 
ATLÉTICO 4 x 0 CSA
 
Atlético
Victor; Patric, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Adilson e Elias (Bruninho, aos 40/2°T); Luan (Vinicius, aos 18/2°T), Cazares e Chará (Geuvânio, aos 18/2°T); Alerrandro
Técnico: Rodrigo Santana
 
CSA
Jordi; Apodi (Celsinho, aos 35/2°T), Gerson, Luciano Cástan e Carlinhos; Dawhan, Naldo, Didira (Cassiano, aos 11/2°T) e Matheus Sávio; Maranhão (Victor Paraíba, aos 24/2°T) e Patrick Fabiano
Técnico: Marcelo Cabo
 
Gols: Fábio Santos, aos 19/1°T; Cazares, aos 22/1°T; Chará, aos 4/2°T; Adilson, aos 30/2°T
Cartões amarelos: Gerson, aos 17/1°T; Apodi, aos 21/1°T; Naldo, aos 43/2°T
 
Motivo: sétima rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Estádio Independência
Público: 14.116 
Renda: R$ 213.575,00.
 
Data e horário: domingo, 2 de junho, às 19h
Árbitro: Diego Pombo Lopez (BA)
Assistentes: Alessandro Álvaro Rocha de Matos e Jucimar dos Santos Dizas (BA)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)

 

Acompanhe como foi a narração de Mário Savagett através de nossa LIVE do FACEBOOK:

Veja as fotos do cenário dessa partida pelo Campeonato Brasileiro:

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: Este conteúdo é protegido!