Publicidade

Declaração de Lisca, técnico do América, repercute no Brasil.

Postado em 04/03/2021 12:38

O América venceu o Athletic por 1 a 0 e segue com 100% de aproveitamento no Campeonato Mineiro após a segunda rodada. O gol da partida foi marcado pelo atacante Rodolfo já na segunda etapa do confronto. Mas o grande fato da noite foi protagonizado por Lisca. O treinador foi enfático ao abordar o momento vivido pelo Brasil em relação à Covid-19. Nessa quarta-feira, o país perdeu 1.840 vidas para a doença, um recorde desde o início da pandemia.

O técnico questionou a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) sobre a viabilidade da realização da primeira fase da Copa do Brasil no cenário atual. Os primeiros jogos da competição serão realizados já na próxima terça-feira. O Coelho entra em campo no dia 18 de março, contra o Treze, na Paraíba.

Advertisement

“Eu não sei de parar campeonato. Agora, uma coisa eu tenho certeza. A Copa do Brasil nós vamos ter que repensar. São 80 times do Brasil inteiro, e nós não podemos botar 80 delegações dentro de avião, de aeroporto”.

O treinador americano pediu o adiamento do início da Copa do Brasil. O América-MG estreia na competição, no meio deste mês, contra o Treze-PB, em Campina Grande.

“Eu faço um apelo a CBF para dar um tempo nessa Copa do Brasil. Para que a gente adie um pouco esses jogos, né? Nós vamos jogar só no dia 18, talvez até lá. Mas, tem jogos já agora na próxima quarta-feira. E eu tenho certeza que meus colegas também estão preocupados”.

“Eu sou pai de família, tenho duas filhas e uma esposa. Eu quero viver, gente. E ninguém sabe. Tem pessoas que pegam e morrem, tem pessoas que pegam e nada acontece, tem pessoas que são entubadas e agora você nem pode mais entubar. Eu vi ontem o procedimento de entubação. O que está acontecendo com o nosso país? Nós precisamos nos posicionar, precisamos lutar contra isso”.

“Nós precisamos nos vacinar. Precisamos crescer. Por favor, presidente (da CBF, Rogério) Caboclo. Tite, nós precisamos do seu posicionamento. Você é o treinador principal do país. Não deixe acontecer conosco isso, Tite. Pelo amor de Deus! Dá para dar uma segurada”.

Lisca também lembrou de vários personagens do futebol que morreram ou tiveram complicações por conta da Covid-19. Apesar de nenhum caso mais grave, o América-MG também está sofrendo com um surto da doença no momento. Além de Juninho, Joseph e Lohan, que já estavam afastados, Marcelo Toscano, Kawê e Léo Gomes testaram positivo antes da partida contra o Athletic.

“Eu estou perdendo amigos. Nós estamos perdendo. O Ruy Scarpino morreu ontem ou antes de ontem. O Renê, que trabalhei junto no Inter, também. O Marcelo Veiga também. O meu amigo treinador Julinho Camargo, coordenador do sub-23 do Inter, se entubou. Para quem não conversou ainda com uma pessoa que passou por isso, eu recomendo. O China Balbino, meu grande amigo, treinador também lá no Sul, saiu ontem da UTI”.

“Eu fui ao Rio de Janeiro passar sete dias há 20 dias atrás e ninguém usava máscara, ninguém cuidava de nada. Então, foi só um posicionamento para a gente ter cuidado. Para a gente avaliar primeiro a vida. Eu sei que futebol é entretenimento, é importante para as pessoas que estão em casa. Mas, mais importante que isso é a nossa vida. Nós somos pessoas normais também. Nós não somos super-heróis. Jogadores, treinadores, diretores, presidente”, completou.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!