Publicidade

Em jogo extremamente disputado, Cruzeiro leva a melhor e vence do Villa Nova por 1 a 0

Postado em 28/01/2020 22:08

 

Acompanhe como foi a Jornada Esportiva na Minas FM

Resumo do Jogo

Em noite de muita chuva em Belo Horizonte, o Cruzeiro fez a alegria dos torcedores que compareceram ao Mineirão com vitória por 1 a 0 sobre o Villa Nova, nesta terça-feira, pela terceira rodada do Campeonato Mineiro. O gol saiu apenas aos 37 minutos do segundo tempo, em lance infeliz do volante Wellington, do Leão do Bonfim, que cabeceou para o fundo da própria meta ao tentar cortar a bola cruzada pelo meia Marco Antônio.

Depois de terem os jogos contra Tombense e América adiados por causa das fortes chuvas que acometeram várias regiões do estado, Cruzeiro e Villa Nova se enfrentaram no Mineirão com propostas distintas. Enquanto o time mandante, empurrado por sua torcida, almejava os três pontos, a equipe visitante se dava por satisfeita com um empate.
 
Curiosamente, foi o Villa Nova quem assustou primeiro. A bola chutada por Bruno Smith, aos 10min, desviou em Rafael Santos, enganou Fábio e passou à esquerda da meta. O Cruzeiro respondeu de imediato: aos 12min, Rafael Santos fintou seu marcador e soltou a bomba de pé esquerdo. Ricardo Vilar espalmou, e Maurício, de cabeça, concluiu para fora.
 
Para tentar superar a retranca do Villa Nova, o Cruzeiro investiu em saídas rápidas. O principal articulador era Maurício, participativo tanto na construção de jogadas quanto em finalizações. Aos 22’, ele bateu de pé esquerdo, após passe de cabeça de Alexandre Jesus. Já aos 42’, tramou com Edilson boa tabela que resultou em assistência de Judivan e chute de Rodriguinho por cima.
 
Se Maurício estava ligado na tomada de 220 volts, Rodriguinho se mostrou um pouco apagado. Apesar de ter finalizado duas vezes na etapa inicial, o camisa 10 falhou em passes que não costuma errar e em alguns momentos foi presa fácil para a retaguarda do Villa.
 
O Cruzeiro criou a última situação de perigo no primeiro tempo aos 47 minutos. Rafael Santos arrancou pelo lado esquerdo e cruzou na segunda trave. Após corte parcial de Rodolfo Mol, Judivan dominou na grande área, driblou Iury e bateu rasteiro. Novamente, Rodolfo Mol se atirou em direção à bola e bloqueou a finalização.
 
Para dar mais velocidade à equipe, Adilson Batista colocou Welinton no lugar de Judivan no intervalo. Já aos 15 minutos do segundo tempo, Caio Rosa entrou no lugar de Alexandre Jesus. O Cruzeiro continuou em vantagem na posse de bola, mas com dificuldade para se desvencilhar da defesa do Villa.
 
Aos 27 minutos, Rafael Santos acertou bom cruzamento para Maurício, que, quase na pequena área, cabeceou fraco e permitiu que Ricardo Vilar defendesse a bola. Adilson Batista queimou a ‘regra três’ aos 33min, com o meia Marco Antônio na vaga de Adriano. Com apenas quatro minutos em campo, o camisa 20 dominou a bola do lado direito, driblou seu adversário e cruzou de pé esquerdo. Wellington tentou afastar de cabeça e acabou marcando contra: 1 a 0.

Fonte: Superesportes

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!