Publicidade

Cerro Porteño surpreende no Mineirão, e Atlético estreia com derrota

Postado em 06/03/2019 22:40

A diretoria do Atlético acreditou e levou o jogo contra o Cerro Porteño-PAR para o Mineirão.

Os jogadores, porém, não conseguiram unir tudo isso para seguir com a folia.

Em pleno “salão de festas”, o Atlético perdeu por 1 a 0 para o Cerro Porteño-PAR logo no primeiro jogo da fase de grupos da Copa Libertadores de 2019 e deixou a partida vaiado pela torcida. Com o resultado, a equipe brasileira pode dormir na lanterna do grupo E.

Advertisement

O único gol da partida foi marcado por Churín. Aos 78 minutos, Óscar Ruiz dominou pela esquerda e cruzou na medida para centroavante de 29 anos, que, entre Réver e Victor, só escorou de coxa para mandar para a rede vazia. O jogador estava um pouco adiantado, mas o impedimento não foi anotado.

 

Primeiro tempo

A partida já começou com uma grande polêmica. Logo aos oito minutos, o Atlético teve uma falta com Cazares. A bola passa por todo mundo e morre no fundo do gol. O bandeira percebeu que o gol foi legal e correu para o meio campo, mas o árbitro entrou no assunto e anulou o tento preto e branco. Após minutos de debate e nervosismo, o árbitro marcou o tiro livre para o arqueiro do Cerro.

O Atlético começou o jogo bastante pilhado. A equipe alvinegra atacava com vários jogadores e, com três volantes em campo, dava liberdade a Elias e Jair, portanto, conseguia ser agressiva e, ao mesmo tempo, rápida na recomposição.

Logo no lance seguinte ao gol anulado, Cazares chutou de fora da área e a bola parou na trave. O Atlético pressionava muito o Cerro, que tinha postura travada em campo, buscava o ataque em momentos isolados e, de fato, preocupava-se mais com a defesa do que com as saídas.

O Atlético, entretanto, passou a concentrar muito suas ações em dois jogadores principais: Cazares e Ricardo Oliveira. O camisa 10 sendo o centro das atenções para organização do time preto e branco. Já o centroavante era o jogador a ser servido. Portanto, ficou mais fácil marcar o ataque.

Após os 40 minutos, o Cerro passou a chegar mais ao ataque, mas a defesa atleticana teve excelente comportamento e não deixou qualquer problema acontecer.

Segundo tempo

Os primeiros minutos da etapa complementar mostraram que o Galo teria problemas. A equipe mineira tinha postura mais fraca em campo, com problemas de aproximação e erros infantis de passes. A intensidade do primeiro tempo, naturalmente, diminuiu.

Aos 17,o Atlético chegou com grande perigo: Cazares recebeu no meio, driblou o zagueiro e chutou buscando o ângulo. A bola tirou tinta da trave.

 

Confira o gol da partida na voz de Mário Savaget:

 

 

 

Fonte: ESPN.com

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!