Atlético vence Zamora e segura vaga na Sul-Americana 2019

Postado em 07/05/2019 18:27

“A Copa Sul-Americana é a segunda divisão da Libertadores da América”. Com essa frase, o oresidente do Atlético, Sérgio Sette Câmara, definiu a competição ao ser eliminado, na edição 2018. Nesta terça-feira, após muita luta e sofrimento, o Galo venceu o Zamora, por 2 a 1, em duelo disputado na Venezuela, pela última partida da fase de grupos da Copa Libertadores. Alerrandro, duas vezes, marcou para os visitantes, enquanto que Ignacio González, de pênalti, descontou.

Por já estar eliminado no torneio, sem chances de avançar para a próxima fase, o triunfo mineiro em solo venezuelano tem como premiação justamente disputar a ‘Série B’ do continente.

O resultado deixou o time brasileiro com seis pontos do grupo E, com duas vitórias e quatro derrotas, superando o próprio Zamora, que ficou na última colocação, com apenas três tentos. Cerro e Nacional se classificaram para a fase seguinte.

O duelo desta noite mostrou o Atlético com dois tempos diferentes. Na etapa inicial, foi melhor, segurou o jogo, conseguiu criar e marcou os dois tentos. Na segunda parte, sofreu um gol, passou aperto em campo, não conseguiu criar nada e, por pouco, não perdeu a classificação. O Galo deixou o gramado com três zagueiros e sem atacantes.

A equipe mineira agora se prepara para o duelo contra o Palmeiras, pelo Campeonato Brasileiro, no Mineirão. Na competição nacional, o Galo está na liderança, o único grupo que sustenta 100% de aproveitamento.

Primeiro tempo

O Atlético entrou em campo com a equipe bastante alterada para o jogo contra o Zamora. O Galo está muito focado no Brasileirão, competição que ainda sustenta a primeira colocação, com 100% de aproveitamento, e a comissão técnica entendeu, com apoio da fisiologia, que alguns atletas precisavam de descanso. Com isso, Rodrigo Santana mudou a defesa, o meio e no ataque, colocando uma equipe alternativa.

O Atlético iniciou a partida com mais posse de bola, trocando mais passes e criando mais oportunidades. Demorou apenas quatro minutos para que o grupo brasileiro criasse a primeira oportunidade clara de marcar o primeiro tento. Alerrandro, na frente, na vaga de Ricardo Oliveira, movimentava bastante e dava mobilidade ao time preto e branco.

O Galo, todavia, tinha alguns problemas. A equipe distanciava nas linhas e não colocava velocidade na troca de passes. No meio campo o Atlético tinha um problema, com o meia Vinícius Goes vivendo noite apagada e pouco participativa.

Aos 24 o Galo conseguiu o primeiro gol. Em troca de passes – uma das poucas em alta velocidade – o Atlético precisou de nove toques na bola para sair da defesa para o ataque e para Fábio Santos cruzar na medida para Alerrandro mandar para o fundo das redes.

O Galo seguiu melhor em campo, com suas linhas bem montadas, dando poucas oportunidades para o Zamora invadir sua defesa. Não demorou até a equipe mineira conseguir ampliar.

Aos 35, com uma falha do goleiro adversário, a bola chegou em Patric. O ala cruzou e Alerrandro mostrou novamente oportunismo para colocar a bola no fundo das redes.

O momento de maior perigo que o Galo viveu foi aos 44. Em chute forte de Maza, de fora da área, Cleiton se esticou todo para defender.

Segundo tempo

O Zamora voltou superior em campo. O 4-1-4-1 do Atlético não estava mais funcionando e a equipe venezuelana encontrava espaços de flutuação entre as linhas. O grupo alvinegro aliviou na marcação e, com isso, facilitava nas chegadas.

O Zamora partiu para o ataque. A equipe pressionava de todas as maneiras e o Galo se segurava. Vendo a situação crítica que sua equipe tinha em campo, Santana colocou o volante José Welison na vaga de Nathan. O Atlético deixou sua defesa mais forte, mas seu ataque terrível, com Maicon Bolt tendo atuação sofrível.

Minutos depois, foi à vez de Alerrandro deixar o gramado para a entrada de Luan. O Galo tentava se segurar em campo.

FICHA TÉCNICA
ZAMORA 1 x 2 ATLÉTICO

Local: Estádio La Carolina, Venezuela
Data: 7 de Maio de 2019 (Terça-feira)
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Carlos Hererra Bernal (COL)
Assistentes: Não divulgados
Cartões: De la hoz, Mayker González (Zamora); Adilson, Nathan (Atlético)
Gols: Alerrandro, aos 24 e 35 do primeiro tempo (Atlético); Ignácio Gonzalez, aos 13 do segundo tempo (Zamora)

ZAMORA: Graterol; De La Hoz, Castro, Ignácio González, Mayker Gonzaléz (Mena), Oscar Hernandez, Gallardo, Pedro Ramírez, Maza, Romero, Paiva (Rojas). Técnico: José Alí Cañas Navas

ATLÉTICO-MG: Cleiton; Patric, Rever, Igor Rabello, Fábio Santos, Jair, Adilson, Nathan (José Welison), Maicon Bolt, Vinícius e Alerrandro (Luan). Técnico: Rodrigo Santana

 

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com