Publicidade

Rascunhos da Vida

Rascunhos da Vida: Pense antes…

Postado em 27/02/2020 6:00

Dizer as “coisas” de forma impensada ocasiona inúmeros problemas, mas também revela sentimentos escondidos dentro de nós.

Juízes 11.29-40

Fazer “juras de amor”, “promessas de cooperação”, dizer-se disponível “para qualquer coisa”. Muitas e muitas vezes pode ser uma mentira ou uma “palavra” impensada.

Advertisement

Foto de Arquivo Pessoal.

A minha esposa é mais racional que eu. Em poucos dias de namoro eu disse a ela “eu te amo” (e é a mais pura verdade pois algo mudou dentro de mim em relação a uma companheira para toda a vida). Ela demorou um pouco para fazer isso (creio que o entendimento dela sobre o amor é mais profundo que o meu). Mas enquanto eu rapidamente fiz a ela “minhas juras de amor”, ela analisou seus pensamentos e sentimentos para não fazer nada precipitadamente.

Jefté era juiz sobre Israel. Era homem valente e valoroso (hayil – virtuoso, bravo, forte, influente) que mesmo sendo expulso de seu lar regressou para combater os amonitas. Mas num determinado momento ele fez um voto impensado. Ele diz “aquilo que saindo da casa isso será do Senhor e o oferecerei em holocausto (‘ölāh – algo que sobe, uma fumaça, um aroma agradável) palavra muito ligada a ‘ewel ou ‘āwel cujo significado direto é fazer o que é justo.

Na minha humilde opinião, o voto de Jefté era o seguinte: “aquilo, ou seja qualquer coisa, pessoa ou animal, que sair primeiro pertencerá ao Senhor (isso será do Senhor) então o oferecerei ao Senhor como aroma suave.

Ele sabia que sacrifícios (holocaustos) com derramamento de sangue deveriam ser de animais (o sacrifício humano era proibido) e apenas de machos. Mas a consagração total de algo ou alguém independe do sexo, mas geralmente é feita através de um ser humano. Quando sua filha vem ao seu encontro acabam-se sua esperança de perpetuar sua descendência, por isso ela chora sua virgindade (bethûlîm – pureza sexual ou castidade).

Para um judeu não ter uma descendência é uma questão de desonra, é o mesmo que invalidar uma história de vida, é ser esquecido na memória. Mas Deus se agradou tanto de sua palavra e sua promessa cumprida que sua memória foi selada na galeria dos “heróis da fé” (Hebreus 11.32).

Não importa o que você vota a Deus, o que importa é que você se esforce para cumprir o que você votou ao Senhor. Pense nisso, e analise suas palavras antes de dizer aos homens e a Deus.

Um grande abraço!
Nos eternos laços do amor de Cristo.

Rodrigo Fonseca Andrade
Um servo que tem medido suas palavras antes de aceitar fazer qualquer coisa que lhe é proposta.

Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

<
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Autor do blog: Rodrigo Andrade

Rodrigo Fonseca Andrade é um microempreendedor, teólogo e professor de línguas clássicas (Grego Koinê e Hebraico Massorético). Casado com Sílvia e pai de João Victor e Isabelle. Com formação em Tecnologia, Meio Ambiente e Teologia. Tem como objetivo principal tornar o conhecimento teológico simples e abrangente. Sendo assim demonstra através de fatos da vida como Deus é soberano e dirige nossa história pessoal. Neste blog você lerá, lembrará e se identificará com muitos dos fatos bíblicos exemplificados de forma simples e objetiva.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!