Rascunhos da Vida

Rascunhos da Vida: Não tenha amnésia!

Postado em 17/11/2019 6:00

A dor pode criar situações permanentes, mas quando o motivo da dor é bem tratado há cura, há libertação do sofrimento, permanece a lembrança, permanece a cicatriz, mas não mais aquilo que nos aflige e tira a paz.

Mateus 6.9-15

Pé de Spondias purpurea e Brazilian mastiff (ou comumente conhecidos Pé de Ciriguela e Fila brasileiro) são uma combinação perfeita. Não existe árvore melhor para de amarrar um cão de porte tão grande e forte.

Minha Tia Ivone tinha um que era muito bravo e bonito. E eu adorava alimentá-lo com comida e não com ração. Acho que se chamava Bob (naquela época cachorro não tinha nome de gente ou se chamava Bob, Rex ou Lasie e as únicas vacinas que tomavam eram a anti-rábica).

Um dia após colocar comida para ele, sai de perto e ao olhar na vasilha sobrou um “restim”, então voltei para dar o resto e fui mordido por ele (reação comum a qualquer cão que deseja proteger sua presa). Precisaria dar uns pontos mas minha mãe sabiamente resolveu com vários “band-aid”.

Continuei dando comida ao Bob mas antes sempre dava nele umas boas bambuzadas. E a cena se repetiu por um bom tempo, eu olhava para a ferida, estava aberta, purolenta e dolorida, e minha reação era quase natural. Precisava descontar a dor que eu sentia. O tempo passou, a dor terminou e eu não precisei mais bater no Bob.

Aí vem Jesus e diz: “perdoa-nos as nossas dívidas” (opheiletēs) e “se perdoardes aos homens as suas ofensas” (paraptöma) o Pai também nos perdoará.

Retirado do site: https://pt.freeimages.com/photo/my-dog-1410567

Um dos ensinos de Jesus é para perdoarmos alguém que falha no desempenho do seu dever para conosco, o outro é para perdoarmos aquele que cometeu uma transgressão por ignorância ou descuido. Ou seja aquele que voluntariamente ou involuntariamente nos prejudicou deve ser perdoado, e não esquecido (porque esquecimento não envolve amor).

Perdão é como uma ferida, enquanto aberta e infeccionada dói, mas quando cicatrizada nos lembramos como foi feita e já não causa dor.

Pode ser comparada também a uma pena aplicada por um juizado. Após o seu cumprimento fica arquivada para lembrar que já não há mais dívida e não para acusar novamente o réu.

Pense nisso. Você precisa liberar perdão para alguém que lhe ofendeu ou tornou-se falho em desempenhar seu dever para com você?

Fraternalmente, nos eternos laços do amor de Cristo.

Rodrigo Fonseca Andrade
Um servo que não tem amnésia pois sabe como as coisas aconteceram, e com isso aprendeu a perdoar.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Autor do blog: Rodrigo Fonseca Andrade

Rodrigo Fonseca Andrade é um microempreendedor, teólogo e professor de línguas clássicas (Grego Koinê e Hebraico Massorético). Casado com Sílvia e pai de João Victor e Isabelle. Com formação em Tecnologia, Meio Ambiente e Teologia. Tem como objetivo principal tornar o conhecimento teológico simples e abrangente. Sendo assim demonstra através de fatos da vida como Deus é soberano e dirige nossa história pessoal. Neste blog você lerá, lembrará e se identificará com muitos dos fatos bíblicos exemplificados de forma simples e objetiva.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: Este conteúdo é protegido!