Finanças: HASH11: Vale a pena investir no ETF que superou o tradicional BOVA11? - Portal MPA

Publicidade

Finanças: HASH11: Vale a pena investir no ETF que superou o tradicional BOVA11?

Postado em 18/01/2022 10:00

Nord Insider

Olá,

Nesta terça-feira, 18, na volta do feriado de Martin Luther King, os mercados globais recuam, refletindo a alta dos preços do petróleo, preocupações com a inflação e com a alta de juros americano.

No Brasil, além da pressão externa, os investidores monitoram a força da greve dos servidores públicos por reajuste, que eleva os riscos fiscais.

IGP-10 passa a subir em janeiro com impulso de commodities

O Índice Geral de Preços-10 (IGP-10) iniciou 2022 sob forte influência da aceleração nos preços do minério de ferro, da soja e de itens de maior peso no índice ao produtor, o que  impulsionou a inflação apurada de +1,79 por cento em janeiro, depois de cair -0,14 por cento em dezembro, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV Ibre) divulgados na segunda-feira, 17.

O resultado do mês ficou acima da expectativa do mercado, que esperava alta de +1,60 por cento.

Por outro lado, a inflação ao consumidor e na construção civil apresentou uma desaceleração por conta da queda do preço dos combustíveis e lubrificantes (de 5,50 por cento para -1,51 por cento) e de vergalhões e arames de aço (de -0,40 por cento para -1,61 por cento), respectivamente.

Boletim Focus: mercado volta a elevar perspectiva de inflação para 2022 e 2023

Outro assunto que repercutiu no mercado ontem, 17, foi o boletim Focus, divulgado pelo BC (Banco Central). Após um período de estabilidade, o mercado financeiro voltou a elevar a projeção de inflação para 2022, passando de +5,03 por cento para +5,09 por cento, enquanto para 2023 as expectativas para a variação de preços subiram de +3,36 por cento para +3,40 por cento.

O mesmo levantamento apontou uma ligeira melhora na estimativa para o PIB (Produto Interno Bruto) deste ano, de +0,28 por cento para +0,29 por cento, e para 2023 subiu de +1,70 por cento para +1,75 por cento. Christopher Galvão, analista de renda fixa da Nord Research, avalia que essa pequena variação para cima em relação ao último levantamento está relacionada ao volume de vendas do comércio varejista ampliado e de serviços de novembro, que vieram acima do esperado.

Destacamos que será importante acompanharmos os dados de atividade nos meses seguintes para observarmos o grau de consistência dos resultados de varejo e de serviços. Por enquanto, as perspectivas seguem de atividade bem fraca, especialmente para o ano de 2022.

Postado originalmente por: Nord Research