Empresa que faz segurança do Hospital Público ameaça deixar o local devido a atraso de repasses

Postado em 29/10/2019 16:38

Novamente impasses entre a prefeitura e empresa que presta o serviço de segurança na obra do Hospital Público em Divinópolis pode deixar o local desassistido. A denuncia de que a empresa pode suspender as atividades foi apresentada durante a reunião ordinária desta terça-feira, 29. Segundo o vereador Roger Viegas (PROS) há quase 03 meses a administração municipal não faz o repasse à terceirizada para que a mesma faça o pagamento dos salários.

Durante o discurso no plenário o parlamentar fez a leitura de um e-mail encaminhado pela direção da empresa à Secretaria Municipal de Saúde. No documento a prestadora de serviço que tem sede em Belo Horizonte estipula a data do dia 11 de novembro como o prazo limite para solução do problema. Na data completará 90 dias de atraso do repasse. Caso a negociação não aconteça o serviço será interrompido.

O documento encaminhado à prefeitura também faz um alerta sobre a possibilidade de depredação.  Além da estrutura física, hoje existe no prédio cerca de 2 milhões de reais em equipamentos. Todo este patrimônio pode ficar comprometido se ocorrer à falta de segurança. A empresa afirma que devido à localização em três dias o local poderá ser invadido caso a paralisação aconteça.

Esta é a segunda vez que a situação financeira traz esta discussão à tona. Em 2017 a prefeitura ameaçou encerrar o contrato com a empresa. Na época o município oficializou que a despesa para manter a segurança no local custa cerca de 40 mil reais mês. Depois de muita discussão o contrato acabou sendo prorrogado. Agora o fato volta a gerar incertezas. A prefeitura ainda não se posicionou sobre o atraso de repasses.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: Este conteúdo é protegido!