Aumentar a receita é o desafio da prefeitura de Divinópolis para sair da crise financeira

Postado em 18/12/2019 11:04

Aumentar a receita é o único caminho para Divinópolis reverter à situação financeira do município. Essa declaração foi feita pela secretária municipal da Fazenda durante participação no Bom Dia Divinópolis desta quarta-feira, 18. A prefeitura de Divinópolis anunciou que não fará o pagamento do 13º salário dos servidores neste ano. A expectativa do governo é de que o beneficio seja quitado até o dia 31 de janeiro de 2020.

No cronograma apresentado pela secretaria será quitado na próxima sexta-feira, 20 o restante do salário referente a novembro, junto com o 13º salário integral dos profissionais da educação, que são vinculados ao FUNDEB (Fundo da Educação Básica). Já o restante dos servidores receberão o salário extra no dia 31 de janeiro. O governo afirma que o pagamento será feito com a verba do IPVA e da antecipação do IPTU 2020.

De acordo com a secretária o município conseguiu reduzir despesas, mas a receita continua paralisada o que preocupa. Durante a entrevista Suzana enfatizou que o atual governo reduziu a máquina pública. A prefeitura que já teve 4800 servidores trabalha hoje com 4152 profissionais. Outra medida econômica citada pela secretária foi à redução de alugueis. A mudança da estrutura para o Centro Administrativo fez custo cair cerca de 5,6 milhões.

Segundo Suzana Xavier a atual gestão reduziu as despesas em aproximadamente 35 milhões de reais, porém o Instituto de Previdência (DIVIPREV) tem sido um gargalo. O governo aportou até o momento 42 milhões. O valor é superior à redução. Para mudar esta realidade a secretária defende a reforma previdenciária do município e a aprovação do projeto de revisão da planta do IPTU.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
error: Este conteúdo é protegido!