Almoço de Dia dos Pais: dicas para cozinhar com vinho

Postado em 10/08/2019 14:37

Fonte: Revista Adega

Um bom vinho para harmonizar com os pratos que serão servidos no almoço do dia dos pais já é escolha certa. Porém também é possível incrementar as receitas utilizando a bebida, basta seguir alguns conceitos:

 

Regrinhas básicas

Vinhos tintos secos podem ser utilizados com carnes vermelhas em geral, enquanto os brancos secos podem ser empregados em carne de porco, peixes e até mesmo com carne de cordeiro, além de entrarem na composição de alguns molhos para massas.

Para as sobremesas, as possibilidades são mais amplas. O saber popular diz que é impossível conseguir um bom sagu com vinho se for utilizado vinho fino seco. Neste caso, o vinho de mesa suave parece ser a melhor opção, assim como em frutas cozidas no vinho. Porém, para usar vinho de mesa, é preciso escolher um bom rótulo e levar em consideração o que se deseja. Por exemplo: se a fruta precisar de mais acidez, vale usar um vinho seco; se ela precisar de dulçor, vale usar o vinho de mesa suave.

Na galeria de fotos abaixo você confere alguns presentes criativos selecionados pela Imaginarium Divinópolis para que você possa presentear com bom gosto a pais e avôs que apreciam o vinho: 

 

Para a maioria dos risotos, os vinhos brancos devem ser secos e pouco frutados, e essa é uma ocasião na qual um vinho simples, mais barato, pode fazer sua parte sem comprometer o prato; mas jamais deve-se usar um vinho doce, suave ou de mesa, pois, como o resultado final será uma concentração de vinho e caldo, um vinho doce deixará sua marca, e ela não será boa.

 

Os tintos mais simples, como Cabernet e Merlot básicos, podem ser utilizados em pratos como Coq au vin (frango ao vinho) e Boeuf Bourguignon, duas receitas tradicionais francesas, mas que aparecem em muitas culinárias ligeiramente adaptadas e ficam deliciosas se acompanhados por tintos mais elegantes, como um Cabernet chileno de boa safra, um Merlot nacional delicado para acompanhar o frango, ou até mesmo um italiano da uva Sangiovese, como um Chianti, por exemplo. Essencial é não cozinhar com aquilo que você não beberia.

 

 

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: Este conteúdo é protegido!