fbpx
Pular para o conteúdo

País vizinho ao Brasil ‘ganha na loteria’ e terá a ‘nova Dubai’

País vizinho ao Brasil 'ganha na loteria' e terá a nova Dubai
Foto: Luis Acosta/AFP

Um país da América do Sul e que faz fronteira ao Brasil está deixando de ser ‘esquecido’ no cenário mundial e pode ser a ‘Nova Dubai’ no ocidente. Essa nação praticamente ‘ganhou na loteria’ nos últimos tempos. E com isso, chamou a atenção de vizinhos, seja para questões econômicas ou até mesmo para conflitos envolvendo territórios.

A Guiana é um pequeno país na América do Sul, com apenas 800 mil habitantes e que é o mais pobre da região. Porém, conta com várias particularidades: a única nação na região que fala inglês. Além disso, o seu povo tem várias diferenças em etnias, como uma quantidade considerável de descendentes de indianos e negros, herança da colonização.

Advertisement

A nação se tornou independente do Reino Unido apenas no ano de 1966. Em 2009, criou-se uma ligação terrestre com o Brasil via estado de Roraima. Os brasileiros não precisam de visto para visitar a Guiana, podendo circular apenas com documento de identidade, assim como em outros países sul-americanos.

País vizinho ao Brasil 'ganha na loteria' e terá a nova Dubai
Foto: Luis Acosta/AFP

Por que Nova Dubai?

Em 2015, a empresa americana ExxonMobil descobriu grandes reservas de petróleo em seu litoral. De acordo com o Banco Mundial, estima-se que há 17 bilhões de barris, mais que a do Brasil, com 14. Por conta disso, várias empresas dos Estados Unidos, China e União Europeia abriram empreendimentos.

O país já está sendo comparado aos Emirados Árabes Unidos, um dos mais ricos do mundo e que é destaque na produção de combustível. Por conta disso, a capital Georgetown, com 230 mil habitantes (o equivalente a Divinópolis), está recebendo o status de ‘Nova Dubai’. Grandes empreendimentos como, redes de hotéis, condomínios fechados, rodovias, e principalmente, plataformas de petróleo são construídos.

Muitos guianenses que saíram do país há décadas estão voltando para investir com familiares que querem mudar de vida nas origens. Por exemplo, um novo shopping construído já abriga lojas de grandes franquias como Starbucks, Dior, McDonald’s, entre outras que nunca estiveram antes. Os empreendimentos geram empregos e renda, com salários mais altos, melhorando a qualidade de vida.

Em 2020, o ex-ministro da economia, Paulo Guedes, visitou a região para agregar investimentos e fortalecer a diplomacia. “É a nova Dubai da região, mesmo”, disse.

O PIB de Guiana cresce, a cada ano. Em 2022, o aumento foi de 62%. Estima-se que em 2023, a elevação foi de 40%, mais do que qualquer país do G20 e um dos maiores do mundo. Espera-se que o status de Nova Dubai cresça juntamente com o desenvolvimento, atraindo turistas e imigrantes.

País vizinho ao Brasil 'ganha na loteria' e terá a nova Dubai
Amazonia Mall, shopping em Georgetown, com várias franquias mundiais.

País está em conflito com a Venezuela

A recente descoberta chamou a atenção de um vizinho considerado “intragável” para a Guiana. O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, fez um plebiscito à população para anexar a região de Essequibo, aprovado por 95%. O território equivale a maior parte do território guianense.

A região é pivô de conflitos históricos desde a época da colonização, onde a principal atividade é a exploração de ouro e outros recursos. Até hoje, há muitos garimpeiros (principalmente brasileiros) atuando em Guiana. Muitos mapas na Venezuela colocam a região de Essequibo como pertencente ao país. Porém, segundo a ONU, o território pertence a Guiana.

A descoberta de petróleo foi mais um motivo para que as tropas venezuelanas chegassem perto da fronteira, como ocorrido em janeiro. No último dia 25, ambos os países se conciliaram em Brasília e concordaram em não ter conflito armado.

Acompanhe as notícias de Divinópolis e região no nosso grupo de WhatsApp, clicando aqui neste link.

mobile