Publicidade

Frota confirma que Gabigol estava embaixo de mesa no cassino: “Deu chilique com os policiais”

Postado em 15/03/2021 18:29

“Ele falava com os policiais com um ar de superioridade”, diz delegado Nico sobre Gabigol durante operação contra aglomeração em cassino

“Como vocês sabem, a gente está liderando uma força-tarefa com o Garra-DOPE, a Polícia Militar, o Ministério Público, o Procon, a Vigilância Sanitária e a prefeitura. Recebemos na noite de sábado umas 50 denúncias de uma festa clandestina LGBT que estaria ocorrendo na Vila Olímpia [zona sul da capital]. Fomos para lá e, chegando, encontramos duas portas blindadas. Elas foram arrombadas e, para nossa surpresa, não era uma festa LGBT, mas sim uma filial de Las Vegas. Um cassino com mais de 200 pessoas, todas sem máscara. Para sentar e jogar, pagava R$ 40 mil. A policia fez todo o processo, abordou todo mundo e um garçom falou que o Gabigol estaria embaixo de uma mesa na área Vip”, contou Frota.

“Fui até lá com dois delegados e um policial. O delegado abordou uma pessoa embaixo da mesa, coberta com um paletó branco. Quando levantou, mostrou a cara e vimos que era o Gabigol. Tinha ainda duas mulheres e três amigos na frente dele, fazendo uma espécie de barreira. Ele ficou 50 minutos escondido, diferente do que falou ontem no Fantástico. Estava embaixo da mesa, sim, nós temos imagem. Depois ele foi levado para uma sala e estava muito arredio. Eu sou Flamengo e o tenho como ídolo no futebol, mas realmente começou a dar chilique, desrespeitar os policiais falando que ‘não tinham direito’ de fazer aquilo, que estavam ‘aglomerando’ com aquela operação”, completou.

Frota se referiu à entrevista que Gabigol deu ontem ao programa da TV Globo alegando que foi convidado para jantar no local com amigos e não sabia que se tratava de um cassino. Na mesma entrevista, disse que não estava escondido embaixo da mesa e que imediatamente atendeu aos policiais.

Advertisement

“Ele foi folgado. O doutor Brotero [delegado Eduardo Brotero] o colocou no lugar dele. Outra coisa, ele disse na entrevista que tinha ido jantar. Era 3 horas da manhã quando entramos. Foi jantar às 3h?”, questionou o deputado.

O cantor MC Gui também foi flagrado pela operação dentro do estabelecimento. Ambos foram encaminhados à delegacia para prestarem depoimento. Logo depois, foram liberados.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!