Publicidade

Caso de fazendeiro que recebeu panquecas de alienígena ainda continua sem solução

Postado em 27/02/2021 7:30

Reprodução/YouTube/Tom Owens

Por volta das 11h do dia 18 de abril de 1961, um dos casos mais curiosos da ufologia foi registrado em uma fazenda de Eagle River, no Wisconsin (EUA). O criador de frangos Joe Simonton teria sido visitado por um objeto metálico, cujos tripulantes lhe deixaram uma pilha de quatro panquecas antes de se despedirem.

De acordo com o resgate da história feito pelo tabloide britânico Daily Star, Simonton, à época com 60 anos de idade, contou que estava dentro de casa, quando escutou do lado de fora um som que lembrava “pneus nodosos em pavimento molhado”. Ao sair para averiguar, ele se deparou com um veículo que lembrava duas tigelas invertidas com “canos de escapamento” sobre o jardim, sem que tocasse o solo.

Quando a porta do veículo se abriu, um trio de seres com cerca de 1,5 m de altura surgiu. Segundo o relato de Simonton, eles vestiam roupas pretas e azuis, com camisas de gola alta e capacetes. À imprensa da década de 1960, o fazendeiro acrescentou que os visitantes “pareciam ter ascendência italiana” e entre 25 e 30 anos de idade.

Advertisement

Após o contato visual, um dos ocupantes do objeto estendeu um jarro metálico alado ao fazendeiro e fez gestos para indicar que precisava de água. Simonton atendeu ao pedido e disse que o recipiente dos visitantes pesava “um pouco mais do que alumínio”. Na despedida, o indivíduo visto pelo fazendeiro como líder lhe deixou quatro panquecas quentes com pequenos orifícios.

Devido à repercussão do caso, a Força Aérea dos EUA enviou ao local o astrônomo J. Allen Hynek, que levou uma das panquecas para análise laboratorial. Os cientistas responsáveis pela inspeção constataram que a massa do alimento era composta por farinha, açúcar e gordura. Já o relatório do astrônomo enviado pela Força Aérea aponta que “não há dúvida de que o Sr. Simonton sentiu que o contato foi uma experiência real”. O caso acabou arquivado e classificado oficialmente como “inexplicado”.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!