Publicidade

TJMG celebra convênio histórico com associação de rádio e TV

Postado em 09/07/2019 11:00

Uma iniciativa inédita no Judiciário mineiro irá contribuir para que informações sobre as principais ações, decisões e projetos do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) cheguem a um maior número de cidadãos do Estado.

O impulso na circulação das informações sobre o Judiciário estadual será possível graças a um convênio assinado na segunda-feira, 8 de julho, pelo presidente do TJMG, desembargador Nelson de Morais, e pelo presidente da Associação Mineira de Rádio e Televisão (Amirt), Luciano Pimenta Corrêa Neves e o vice-presidente da entidade, Mayrinck Júnior . “Estamos aqui, quebrando paradigmas e rompendo com o hermetismo da nossa Casa para nos aproximarmos do cidadão. As pessoas precisam conhecer mais o Judiciário e suas ações, por isso a importância dessa iniciativa”, ressaltou o presidente Nelson de Morais durante a assinatura do convênio.

Pela cooperação, notícias de conteúdo televisivo e matérias de rádio produzidas pelo Centro de Imprensa (Ceimp) da Assessoria de Comunicação do TJMG serão reproduzidas no portal da Amirt e divulgadas por canais de comunicação da entidade, como WhatsApp e e-mail.

Advertisement

O conteúdo disponibilizado no portal da Amirt, considerado o maior portal de notícias do interior de Minas, poderá ser reproduzido livremente pelas quase 400 emissoras de rádio e TV associadas à entidade e espalhadas por todas as regiões do Estado.

Dimensão social

Na avaliação do presidente Nelson de Morais, a comunicação pública se torna especialmente importante neste momento em que proliferam as chamadas fake news. “É fundamental, nesse contexto, que as instituições públicas valorizem a Comunicação Pública”, observou.

O presidente do Tribunal mineiro lembrou que o Judiciário estadual possui “uma excepcional escola judicial” e citou inúmeras ações de grande alcance social capitaneadas pela 3ª Vice-Presidência, as quais têm sido modelo para o País inteiro.

O acordo que permitiu a maior regularização fundiária da América Latina, na ocupação Izidora, e o celebrado entre o Estado de Minas Gerais e os municípios mineiros, referente a repasse de recursos, foram citados pelo presidente como ações históricas do TJMG que precisam alcançar a sociedade.

“A Comunicação Pública é importante para mudarmos da cultura da litigiosidade, hoje predominante na sociedade, para a cultura do diálogo, da mediação e da conciliação. O passo que estamos dando hoje é largo, e ajudará nesse processo, mostrando o alcance das nossas ações”, acrescentou.

O presidente do Tribunal mineiro, Nelson Missias de Morais , o presidente da Amirt, Luciano Pimenta, e o vice-presidente da entidade, Mayrinck Júnior 

 

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!