Publicidade

Surto de Covid em acampamento prova que crianças são vulneráveis ao contágio

Postado em 01/08/2020 18:27

Acampamento em Lake Burton, na Geórgia, nos EUA. — Foto: Divulgação

Um surto de covid em acampamento prova que crianças são vulneráveis ao contágio pelo coronavírus. Um estudo publicado pelo Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos analisa um surto de coronavírus ocorrido em um acampamento para crianças em junho.

Dos 597 participantes, 344 fizeram o teste e 260 (o equivalente a 76% dos testados) descobriram ter sido contaminados em menos de uma semana. O relatório aponta que os organizadores não exigiram que os campistas usassem máscaras e não mantiveram a ventilação adequada dos ambientes.

O acampamento começou em 21 de junho, na Geórgia, e reuniu crianças e adolescentes de 6 a 14 anos e funcionários de 14 a 59 anos. Antes de chegarem ao local, todos tiveram que comprovar que passaram por teste de coronavírus há menos de 12 dias.

Em resumo, o relatório mostrou que o surto que ocorreu no acampamento ocorrido no final de junho na Geórgia teve a seguinte sucessão:

  • Dia 1: 597 pessoas foram para o acampamento entre crianças (de 6 a 14 anos) e funcionários (de 14 a 59 anos)
  • Dia 3: Funcionário apresentou febre e calafrios. Teste deu positivo
  • Dia 4 ao 7: Campistas foram enviados para casa
  • Dia 21: dos 344 que foram testados, 260 deram positivo (76%)

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!