Covid-19: Ministério da Saúde garante vacinação infantil em janeiro, mas prefeitura diz ainda não ter data - Portal MPA

Publicidade

Covid-19: Ministério da Saúde garante vacinação infantil em janeiro, mas prefeitura diz ainda não ter data

Postado em 28/12/2021 14:51
Publicidade

Imagem Ilustrativa. PMD

 

A Prefeitura de Divinópolis informou ao Sistema MPA nesta terça-feira (28), que, apesar de o Ministério da Saúde afirmar nesta segunda (27) que a vacinação contra a Covid-19 para crianças da faixa etária de 5 a 11 anos de idade deve começar em janeiro, no município esta vacinação ainda não tem data para acontecer.

No último dia 17, a prefeitura já havia afirmado que “o início da vacinação deste público contra a Covid-19 depende da compra deste imunizante pelo Ministério da Saúde e o posterior repasse das doses aos estados e municípios. A Prefeitura destaca que seus técnicos tem contato frequente com os setores responsáveis pelo envio de doses para o município e, tão logo o mesmo chegue ao Brasil e seja entregue ao estado de Minas Gerais, a cidade estará pronta para organizar a vacinação deste público”.

De acordo com informações divulgadas nessa segunda-feira (27), pelo gabinete do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, a imunização desse grupo vai começar após a conclusão da consulta pública aberta no dia 23 de dezembro.

A vacinação dessa faixa etária foi autorizada pela Anvisa no dia 16 de dezembro, após relatórios técnicos apontarem que o imunizante da Pfizer é seguro e eficaz para o público infantil. Mas, as doses que já estão no Brasil não podem ser usadas em crianças. A vacina de uso pediátrico tem fórmula diferente. De acordo com o Ministério da Saúde, não será necessário firmar novos contratos com a Pfizer. Isso porque os acordos em vigor já preveem a substituição do imunizante.

Inicialmente, o ministério orientou que a vacinação em crianças de 5 a 11 anos só ocorresse com a apresentação de pedido médico, recomendação contrária à do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde, que incentiva a vacinação sem esse tipo de exigência.   A Anvisa avalia, agora, documentos enviados pelo Instituto Butantan. Os pesquisadores pedem autorização para aplicar a vacina CoronaVac no público a partir de três anos de idade.

 

Vacinação em crianças de 5 a 11 anos contra a Covid-19 ainda não tem data

Publicidade