Publicidade

SAMU paga salário de Janeiro, mas se governador não normalizar repasse serviço pode ser afetado

Postado em 05/02/2019 6:51

Samu paga o salário integral de todos nos colaboradores, referente a janeiro de 2019. Vale lembrar que, contando com janeiro, são cinco meses e meio sem recebermos da Secretaria de Estado de Saúde. Uma dívida de mais de oito milhões de reais.

“Temos esperança e fé que a equipe do governo poderá fazer pagamento de forma regular. Agradeço aos prefeitos e gestores municipais que não mediram esforços para que pudéssemos liberar a folha na data de hoje. Cabe a cada um de nós mantermos o compromisso com a otimização dos recursos em favor da vida. O vale alimentação será liberado assim que possível, nos próximos dias. Mais uma vez, manifesto minha gratidão e do Conselho Dos Prefeitos a toda equipe administrativa e assistencial pelo excelente trabalho que o CIS-URG Oeste presta à população”, informou José Marcio Zanardi – Secretário Executivo Cis-URG e Coordenador do SAMU Oeste.

Esta nota foi repassada na tarde de segunda-feira (04), aos funcionários do CIS-URG Oeste pelo secretário executivo José Márcio Zanardi, que juntamente com a diretoria da instituição não mediu esforços para conseguir arrecadar o valor necessário para pagar ao menos o salário de janeiro.

Por um lado há um alívio de conseguir o valor para fazer o pagamento dos funcionários, porém, por outro há uma grande preocupação, pois não há verba para pagar fornecedores e encargos sociais. Tudo isso põe em risco a sustentabilidade do serviço, uma vez que serão geradas multas dos encargos sociais, juros de fornecedores, o que começa gerar juros em cima dívida, agravando a situação financeira.

“Esperamos que nos próximos dias a Secretaria de Estado de Saúde possa dar uma posição positiva em relação ao pagamento dos atrasados e inicie o pagamento de 2019, liberando a parcela de janeiro. Acredito no esforço da equipe do governo Zema, contudo, se não houver nenhum um pronunciamento, teremos que adotar medidas que poderão afetar os serviços”, conclui o secretário executivo do CIS-URG Oeste, José Márcio Zanardi.

.

 

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!