Veja a situação atual em Itatiauçu após ameaça em mais uma barragem de rejeitos

Postado em 08/02/2019 16:31

A cidade de Itatiauçu acordou com as sirenes de alerta para a população na rota de uma barragem de rejeitos da empresa Acerlomital. Depois de evacuar a área e levar as pessoas para um local sem perigo, medidas foram tomadas para não se repetir a tragédia vivida em Brumadinho.

Sebastião Costa Filho, diretor-presidente da ArcelorMittal Mineração, explicou que o critério para avaliação das barragens foi alterado, isso devido a tragédia de Brumadinho, a mudança alterou também a avaliação técnica da barragem. Hoje a classificação de risco 2, assim encerrou-se as atividades no local. Por isso houve a remoção das pessoas em medida preventiva, mas assegurou que não houve alteração na barragem. 

O que chama a atenção é a retirada ter sido de madrugada, segundo Sebastião Costa Filho, as sirenes não foram acionadas por parte da empresa. Disse que se fará vários testes na barragem e a tentativa de eliminar todo risco, fez se os contatos com as autoridades, por volta das 23H, várias ligações para defesa civil e então de madrugada foi feita a retirada imediata dos moradores.

A Acerlomital ainda assume o compromisso de comprar os imóveis que estão na rota de um eventual rompimento, um total de 54 residências e pouco mais de cem moradores. Em um total de 60 pessoas estão em um hotel na cidade de Itaúna. Também 36 pessoas estão em processo de cadastramento.

Na quinta-feira passada houve uma reunião onde foi afirmada a extrema segurança da barragem, onde após sete dias o impacto e mudança nas condições de rompimento da barragem. Costa Filho voltou a afirmar que não houve qualquer alteração na estrutura da barragem. Nesta mesma reunião foi debatida a hipótese de construir uma outra vila para os moradores de Pinheiros.

A paralisação da operação de mineração em Itatiauçu, segundo a empresa, sem danos para os 343 funcionários da Acerlomital. 

Benjamin Baptista, Presidente da ArcelorMittal Brasil, declarou: “Pedimos desculpas à comunidade local pelo transtorno; porém sabemos que esta é a decisão correta e sem dúvida a única decisão que poderíamos tomar. As autoridades locais concordaram. Procuraremos retornar as pessoas para suas casas o tão logo possível, embora à esta altura não seja possível dizer quando será. Especialistas continuam a inspecionar e analisar as condições da barragem de rejeitos e, no caso de terem que ser implementadas novas medidas para maior garantia da barragem, isso será feito o mais rapidamente possível. Agradecemos a compreensão dos empregados e da comunidade, neste momento difícil.” 

A mina de Serra Azul está localizada em Itatiaiuçu, Minas Gerais. Ela produz 1.2 milhões de toneladas de concentrado e minério granulado. A barragem de rejeitos, que é do tipo à montante, tem estado desativada desde Outubro de 2012. É a única do tipo “à montante” dentre as barragens da empresa.

 

 

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Real Time Web Analytics