Publicidade

#ZemaCovarde vira assunto mais comentado no Twitter hoje.

Postado em 13/08/2020 18:53

ROMEU ZEMA

A ação de reintegração de posse na área do acampamento Quilombo Campo Grande, no município de Campo do Meio, Sul de Minas Gerais, continua nesta quinta-feira. Segundo o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), a escola que havia no local foi derrubada nesta manhã.

Ela havia sido desocupada ontem. A entidade também informou que entrou com um pedido no Superior Tribunal de Justiça (STJ) para impedir o despejo.

Após uma convocação de mobilização pelas redes sociais por parte do MST, a hashtag #ZemaCovarde ficou em primeiro lugar dos Trending Topics – a lista de assuntos mais comentados no Twitter – no Brasil.

Hashtag contra o governador de Minas Gerais chegou a ficar em primeiro lugar entre as mais comentadas na manhã desta quinta  (foto: Reprodução da internet/Twitter/MST Oficial)

A Polícia Militar (PM) chegou ao acampamento para cumprir a ordem ainda na madrugada de quarta-feira. O conflito fundiário na Fazenda Ariadnópolis, onde está o assentamento, ocorre desde o final da década de 1990, em virtude da falência da empresa Usina Ariadnópolis Açúcar e Álcool S/A, também instalada na área, que não teria ressarcido os trabalhadores demitidos. Isso teria motivado a ocupação do local, a partir de 2002, embora as primeiras famílias tenham se mudado para a área cinco anos antes, quando as operações da empresa já estavam suspensas. Hoje, o acampamento tem 450 famílias que trabalham na produção de café. 

Zema se equivoca no Twitter

Por meio de sua assessoria de imprensa, contudo, o Executivo estadual explicou que a solicitação foi entregue ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) antes do início da operação. Ainda na rede social, a equipe de Zema corrigiu o equívoco, explicando que o pedido de suspensão foi encaminhado nessa terça-feira. 

 

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!