fbpx
Pular para o conteúdo
  • Home
  • Política
  • Prefeito terá de pedir desculpas a líder comunitário

Prefeito terá de pedir desculpas a líder comunitário

Image

Foi realizada uma audiência em Divinópolis, presidida pelo Dr. Mauro Riuji Yamane, Juiz de Direito da 2ª Vara Criminal, com a presença das partes envolvidas no caso o líder comunitário Ricardo Lúcio de Andrade e o defensor do prefeito Gleidson Gontijo de Azevedo.

Durante a sessão, as partes chegaram a um acordo em que o prefeito Gleidson Gontijo de Azevedo se comprometeu a se retratar publicamente e pedir desculpas ao líder comunitário Ricardo Andrade. Esta retratação deverá ocorrer durante a inauguração de uma praça esportiva prevista para maio de 2024 ou, alternativamente, no prazo de sessenta dias no posto de saúde Vila das Roseiras, no bairro Santa Lúcia. E também deverá publicar um vídeo da retratação em suas redes sociais dentro de 24 horas após o evento e comunicar ao Juízo, fornecendo o link.

Tem uma inauguração marcada para dia 30/05, sendo a Praça Esportiva Vila das Roseiras – Beraldino Batista Braga, será as 9h, na rua José Teodoro Ferreira com rua José Penha Laine – Vila das Roseiras

O cumprimento do acordo implica na desistência do processo civil movido pelo líder comunitário, mediante a apresentação da petição de desistência devidamente protocolada. Caso o acordo não seja cumprido nos prazos estipulados, o processo criminal continuará normalmente, com as partes devendo se manifestar em até 70 dias sobre o cumprimento.

O Ministério Público manifestou-se favorável à homologação do acordo, o qual foi aceito pelo juiz, suspendendo o andamento processual até o cumprimento das condições estabelecidas. O processo será encerrado após a confirmação do cumprimento do acordo.

Nossa reportagem tentou contato com a assessoria do prefeito, havendo resposta ela será publicada aqui.

O fato

O fato ocorreu na inauguração da Unidade de Estratégia Saúde da Família (ESF) do conjunto habitacional Vila das Roseiras. Entre os presentes na solenidade de inauguração, estava o líder comunitário do bairro Santa Lúcia, Ricardo Lúcio de Andrade. Naquele data e durante o discurso do prefeito, Ricardo Andrade se sentiu pressionado e ofendido.

O líder comunitário ocupou a Tribuna Livre da Câmara Municipal e afirmou ser cobrado a dar um posicionamento. Disse que no dia 21 de novembro foi vítima de uma chacota pública por parte do prefeito Gleidson Azevedo. “Nosso despreparado prefeito me tratou muito mal, inclusive até colocando o dedo na minha cara”, afirmou Ricardo. “Naquela tarde o prefeito me põe constrangido perante minha comunidade e ainda fala que eu estava ali fazendo politicagem. Fui coagido pelo prefeito dentro da minha comunidade, colocando o dedo no meu rosto”, disse Ricardo na tribuna.

Assim ele ja anunciava que havia acionado a Justiça.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x