Prefeito de Bom Despacho renuncia ao cargo

Postado em 03/04/2020 20:14

Fernando Cabral (PPS), prefeito de Bom Despacho, renunciou ao cargo do Executivo durante a tarde de hoje (3). O políticio foi diagnosticado com espondilite anquilosante, uma doença inflamatória crônica que afeta as articulações do esqueleto axial (que compreende os ossos da cabeça, tórax e coluna), especialmente as da coluna e ombros, e dos quadris e joelhos.

O vice-prefeito Bertolino Costa Neto assume o cargo.

Confira a nota oficial de Cabral:

Bom Despacho, 3 de abril de 2020
Senhora Vereadora Joice Martins Quirino
Excelentíssima Presidente da Câmara Municipal de Bom Despacho

Por Vossa Excelência, e por este instrumento, comunico à Câmara Municipal deste Município que renuncio ao meu mandato de prefeito Municipal de Bom Despacho. Este ato de vontade unilateral se consumará às 23 horas de hoje, 3 de abril de 2020. Até lá, manter-me-ei à frente na defesa dos interesses dos nossos munícipes e da Fazenda Municipal.

Informo que neste momento estou comunicando esta decisão também ao Viceprefeito, Dr. Bertolino da Costa Neto, o qual se compromete a assumir o comando da Administração Municipal sem solução de continuidade.

Após sete anos, três meses e três dias de governo, tomo esta decisão com pesar, mas com convicção, já que meu estado de saúde não me permite continuar como Chefe do Executivo com a dedicação total e intensa que a Administração Municipal exige.

Em futuro próximo enviarei a essa Casa Legislativa um relatório informando as conquistas obtidas nos últimos 7 anos bem como a situação geral do Município. No entanto, aproveito esta oportunidade para informar que deixo um saldo em conta no valor de total de R$ 38.161.046,42 assim distribuídos: R$ 22.318.879,24 em contas de livre movimentação, R$ 1.175.017,40 decorrente de convênios e R$ 14.667.149,78 em contas vinculadas.

No Instituto de Previdência dos Servidores – BDPREV – o saldo deixado é de R$ 30.099.087,89.
Ressalto que estes valores comparam-se de forma muito positiva com a situação que encontrei no Município no dia 1º de janeiro de 2013. Naquela época havia uma dívida irregular da ordem de R$ 16 milhões; saldo previdenciário de R$ 21.569.905,71 e saldo em conta de livre movimento no valor de meros R$ 179.619,39. Isto significa, portanto, um ganho de R$ 46.510.609,21.

Estes números mostram que uma administração austera, responsável e respeitosa com o dinheiro do contribuinte leva ao equilíbrio fiscal e garante benefícios continuados para a população.

Finalmente, registro que saio com a certeza do dever cumprido. Insuficiências, reconheço que houve, mas não por falta de esforço de minha parte ou da parte dos servidores. Erros, reconheço que houve, mas nunca por falta de determinação para acertar. Falhas, reconheço que houve, mas nunca por omissão ou desídia. No entanto, é certo que a despeito das insuficiências, erros e falhas vieram os resultados. Bons resultados.

Bons resultados na Educação, com todas as crianças na escola.

Bons resultados na saúde, com mais de 50 mil cidadãs e cidadãos cadastradas e acolhidas no SUS, fim das filas de cirurgia, chegada do SAMU e do Corpo de Bombeiros, bem como a reforma do Pronto Atendimento Municipal e construção do tão sonhado CTI – ambos em fase final.

Bons resultados no Desenvolvimento social, com centenas de milhares de atendimentos aos mais necessitados.

Bons resultados no Esporte, o que tornou Bom Despacho uma cidade destacada no cenário mineiro.

Bons resultados na infraestrutura, com milhares de metros quadrados de novas vias pavimentadas.

Bons resultados nas estradas rurais, com novas pontes de concreto, reforma de estradas, colocação de mata-burros de aço e de cimento, desvio de água, encascalhamento e construção de barraginhas.

Bons resultados no meio ambiente, mesmo que tenhamos enfrentados dificuldades  insuperáveis onde precisávamos o maior avanço, que era na construção do aterro sanitário, cuja falta é uma chaga que ainda entristece Bom Despacho.

Bons resultados na Administração interna, com a introdução de novos métodos de gestão e valorização de pessoal.

Bons resultados na Secretaria da Fazenda, com melhoria no atendimento ao contribuinte, nas condições de trabalho dos servidores e no elevado grau de automação e virtualização.

Bons resultados no planejamento, uma atividade que fazia grande falta em nossa cidade.

Bons resultados na agricultura, com forte apoio ao pequeno produtor e à agricultura familiar.

Bons resultados na comunicação social, que passou a ser transparente e presente.

Bons resultados na Controladoria Interna, que muito ajudou no aperfeiçoamento de processos.

Bons resultados na Procuradoria do Município que assumiu importante papel na  solução de pendências resolvidas mediante negociação sempre que possível e levadas ao contencioso sempre que necessário.

Bons resultados houve na mobilidade urbana devido às ações desenvolvidas para a infraestrutura urbana e aperfeiçoamentos do trânsito.

Bons resultados na cultura, com novos projetos que valorizaram o Reinado e outras manifestações folclóricas e destacaram Bom Despacho no cenário mineiro.

Bons resultados estes devidos, principalmente, ao trabalho dedicado, persistente, profissional e incansável dos servidores e das servidoras municipais, o maior patrimônio de qualquer administração. Sem eles e sem elas, tantos bons resultados não teriam sido possíveis. Por isto, é para eles que deixo minha palavra de reconhecimento e gratidão.

Atenciosamente

Fernando José Castro Cabral
Prefeito Municipal.

 

Fernando Cabral. Foto: PMDB.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
error: Este conteúdo é protegido!