Polícia investiga denúncia de abuso sexual contra criança de 1 ano em CMEI de Nova Serrana - Portal MPA

Publicidade

Polícia investiga denúncia de abuso sexual contra criança de 1 ano em CMEI de Nova Serrana

Postado em 04/05/2022 22:42
Publicidade

PCMG prende idoso suspeito de estupro de vulnerável em Nova Serrana

Foto PCMG/

 

A Polícia Civil investiga uma suspeita de abuso sexual contra um menino de apenas um ano e cinco meses, em Nova Serrana. A denúncia é de que o crime teria ocorrido em um Centro Municipal de Educação Infantil. 

Na segunda-feira (02), a mãe deixou a criança em um CMEI de Nova Serrana. Ao buscá-la no fim do dia, foi notado que ela tinha lesões próxima ao ânus. O menino foi imediatamente levado ao Hospital São José, onde foi internado. O jornal O Popular teve acesso ao laudo médico, que apontou que o menino apresentava fissura na região anal. A criança foi transferida para o Complexo de Saúde São João de Deus, em Divinópolis.

O Conselho Tutelar e a Polícia Militar (PM) foram acionados. 

Em nota, a PM afirmou que agentes “compareceram no Hospital São José, onde em contato com a genitora da criança esta relatou que na data de ontem (segunda-feira – 02/05/2022) buscou o filho em uma creche, chegando em casa a mãe ao dar banho no filho notou uma situação estranha e em seguida buscou atendimento médico. 

No atendimento médico não foi possível esclarecer a lesão na região. As profissionais que cuidam da criança foram enfáticas em afirmar que a rotina de trato para com a criança deu-se dentro da normalidade no referido dia.

Face ao exposto, a ocorrência foi registrada e encaminhada para o Delegado de Polícia Civil para possíveis providências decorrentes. Sendo que uma equipe foi até o CMEI onde segundo a família teria ocorrido o abuso suspeito”.

A prefeitura de Nova Serrana lamentou o fato. Veja a nota:

“O governo municipal se sensibiliza com a família da criança e coloca toda sua equipe de apoio técnico e psicológico à disposição.

Em relação a situação denunciada, acompanharemos os desdobramentos da investigação por parte da Polícia Civil e aguardaremos a conclusão do inquérito para tomadas de medidas administrativas cabíveis. 

Importante lembrar que a rede municipal de ensino é composta por mais de 16 mil alunos (quase 3.400 na Educação Infantil em tempo integral), com milhares de servidores atuando cotidianamente. Situações como esta precisam ser apuradas com muita cautela, sem antecipação de juízo e generalização.”

 

Publicidade