Publicidade

Polícia Civil prende suspeitos de envolvimento em estupros

Postado em 28/08/2020 14:16

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu dois suspeitos por crimes de estupros ocorridos em Vespasiano, região metropolitana de Belo Horizonte. A delegada Nicole Perim Martins, que conduz as investigações, explica que se trata de crimes cometidos em situações distintas, gerando dois inquéritos diferentes.

Na última quinta-feira (21), foi cumprido mandado de prisão expedido contra um homem de 34 anos, suspeito de estuprar a enteada, de 11. O crime foi registrado em 20 de março do ano passado, após a mãe da criança flagrar o abuso. Já na terça-feira (25), policiais civis prenderam o segundo investigado, de 23 anos, pelo estupro de uma jovem de 21, crime ocorrido no dia 28 de junho deste ano.

 

Estupro da enteada

Conforme relatos da mãe da vítima, na noite do dia 20 de março de 2019, ela teria chamado o companheiro para dormir, quando ele avisou que, antes, iria colocar um cobertor na enteada, pois estava frio. Ao estranhar a demora do companheiro, a mulher foi ver o que estava acontecendo, momento em que se deparou como o homem forçando a filha a praticar sexo oral nele. Ele tentou se explicar, mas a menina relatou estar sofrendo abusos há quatro meses e que o padrasto ameaçava matar os pais dela, caso contasse para alguém. Ainda segundo a vítima, o homem dava a ela R$ 2, para que o beijasse na boca e permitisse toques em partes íntimas.

Após ter notícia de que o suspeito estaria foragido na cidade de Itaipuaçú, no interior do Rio de Janeiro, a PCMG entrou em contato com as forças de segurança locais para cumprimento do mandado de prisão expedido pela Justiça mineira. O preso será remanejado para Minas Gerais, onde irá prestar declarações, formalmente, sobre o crime. Após a conclusão desses procedimentos, o inquérito será relatado e encaminhado para a Justiça.

De acordo com a delegada, o homem já responde por outro estupro, ocorrido em 2006, ocasião em que foi preso em flagrante. O crime ainda teve a coparticipação de um adolescente, de 16 anos. A vítima era uma conhecida dos suspeitos.

 

Roubo e estupro

No segundo caso, ocorrido este ano, o suspeito abordou um casal, ambos de 21 anos, que estava dentro de um carro, às margens da Rodovia MG-424, na altura do Km 6. Ele estava portando uma arma quando se aproximou do carro, ordenou a saída do rapaz e o obrigou a ficar ajoelhado à frente do veículo. Enquanto isso, o suspeito levou a jovem para o banco traseiro, onde cometeu o abuso sexual. Em seguida, ele retirou a mulher do carro e fugiu com o veículo, abandonando-o quilômetros depois.

A delegada contou que, segundo relatos das vítimas, o suspeito estaria procurando por drogas quando as abordou. Ainda de acordo com o casal, o homem aparentava estar nervoso e acabou falando o nome dele, o que, aliado às características físicas descritas, auxiliou nos trabalhos de identificação do agressor.

As investigações foram realizadas pela Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) em Vespasiano.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!