Publicidade

Novas informações: Padre é suspeito de roubar R$ 60 MILHÕES doado pelos fieis, ele comprou casa de luxo na Praia de Guarajuba, na Bahia

Postado em 21/08/2020 20:18

Este slideshow necessita de JavaScript.

Acostumado a rodar o Brasil e levar multidões para suas missas, o padre Robson de Oliveira Pereira, de 46 anos, é apontado como líder de uma organização criminosa que desviou R$ 60 milhões doados pelos fiéis. Os recursos provenientes de doações foram utilizados inclusive para a compra de uma casa na Praia de Guarajuba, na Bahia, conforme aponta o Ministério Público de Goiás (MP). O imóvel foi adquirido em 2014 por R$ 2 milhões e o valor foi pago à vista. A aquisição foi feita pela Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe), criada e presidida pelo padre Robson. A compra foi efetuada de uma empresa chamada Sistema Alpha de Comunicação, que também é investigada. “As contas bancárias da Afipe foram usadas para comprar fazendas, residências em condomínio fechado, apartamentos em São Paulo e Goiânia, fazendas em todo o Brasil, mineração.

Além da casa de praia, uma chácara com casa de paredes de vidro com vistas para o jardim, uma piscina aquecida e um ofurô também teria sido comprada com dinheiro doado por fiéis para a Afipe.  Batizada de “Vendilhões”, a operação investiga crimes de apropriação indébita, lavagem de dinheiro, falsificação de documentos, sonegação fiscal e associação criminosa. Ao todo, foram cumpridos 16 mandados de busca e apreensão em locais como chácaras, casas e a sede da Afipe. A juíza Placidina Pires também determinou o bloqueio de valores da Afipe até o limite de R$ 60 milhões, por meio do sequestro de bens imóveis ou o bloqueio de valores em conta. 

Uma de suas primeiras ações como reitor foi pedir ao Vaticano o título de Basílica. O reconhecimento veio em 2006, pelo Papa Bento XVI, que concedeu o título de Basílica Menor, tornando-a a única no mundo dedicada ao Divino Pai Eterno. A atual Basílica conta com cerca de 2,5 mil lugares. Mas uma outra está em construção e terá capacidade para 6 mil pessoas. A obra é desenvolvida com dinheiro de doações feitas pelos fiéis.

Com missas realizadas no local transmitidas ao vivo pela Rede Vida, o trabalho do padre Robson passou a repercutir no Brasil e no exterior. O pároco chegou a celebrar missa em eventos como a Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos e realizou a Novena dos Filhos do Pai Eterno em países como Israel, Portugal, Espanha, Itália, México e França.

A Afipe também é responsável pela TV Pai Eterno. Lançado no dia 15 de maio de 2019, o canal tem programação 24 horas por dia em sinal aberto e também pode ser sintonizada no Brasil e no exterior via antena parabólica. Em 2010, o pároco lançou um cd chamado “Nos Braços do Pai: Padre Robson de Oliveira”. Na época, ele distribuía autógrafos e tirava fotos com os fãs onde passava para celebrar missas e cantar suas músicas.

Padre Robson gravou um video e diz que se afastou da Afipe para colaborar e provar que não desviou doações: ‘Sempre carreguei cruzes’, veja o video.

https://www.sistemampa.com.br/noticias/policial/padre-celebridade-de-goias-e-investigado-por-lavagem-de-dinheiro/

Padre Robson teve a prisão pedida por desvio e lavagem de dinheiro da Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe)

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!